terça-feira, 30 de abril de 2013

O Terceiro Manto

Salve Salve nerds!

Virou moda no futebol, ou mania, ou até ação de marketing, mas vamos falar dos sucesso e dos insucessos das terceiras camisas feitas por alguns times de futebol.
Alguns discutem ainda, se é válida a ideia de fugir das tradicionais cores e formas do clube para aumentar as rendas do clube, e pode se dizer que é mais do que válido, na medida certa é claro. Na Espanha, Inglaterra, Alemanha, e outros gigantes do futebol europeu, a renda com camisas de seus clubes, inclusas as terceiras camisas, geram receitas milionárias e se tornaram uma grande fonte financeira. No Brasil, a compra de camisas se torna algo deficitário, devido aos altos preços praticados, que encarecem qualquer marketing bem feito pelos clubes.
Falando agora mais do lado estético, recentemente tivemos produções marcantes, como a camisa roxa do Corinthians, ou a verde limão do Palmeiras, e nem podemos falar da especial do dia do rock que o Brasiliense apresentou... bom, confira abaixo elas:

corinthiano roxo...

quase brilha no escuro

a original, e as duas obras primas homenageando o rock

No final de semana, inclusive, tivemos uma nova camisa que gerou discussão. A camisa do São Paulo foi lançada, para ser usada por apenas uma partida, pois o estatuto do clube não autoriza o uso além das duas camisas previstas nele. A camisa, vermelha, sinceramente parecia estar ao avesso, quando segundo os criadores e o clube foi para lembrar a finalização da instalação das cadeiras vermelhas no estádio do Morumbi.
O curioso é que o primeiro lote produzido já foi vendido, vai entender...
Confira e tire suas próprias conclusões:




Outro que inovou no uso do uniforme foi o Olympique de Marseille, e eles foram bem criativos, pois a camisa do time pode ser usada dos dois lados, estilo aquela jaqueta que você teve quando era adolescente, ou que você sempre quis ter. E os franceses capricharam no equipamento, e ficou bonita, confira:


A intenção era das melhores, homenagear as origens do Flamengo, que usava como cores o azul e o amarelo. Entretanto, a produção não foi requintada, nem refinada, e nem o próprio time continuou utilizando a terceira camisa.
Abaixo o uniforme:





E se falam que no Brasil não se produzem terceiros uniformes bonitos e estilosos, podemos dizer que isso é um engano. O Corinthians, aprendendo com o erro da camisa roxa, produziu novo uniforme em homenagem a São Jorge, padroeiro do clube. Na lateral da camisa há uma imagem do santo, e a camisa é cor vinho, diferente do normal também. Foi tão bem vista fora do país que foi eleita a camisa mais bonita de 2011 por um site inglês.
Confira a camisa campeã:



Quem abusa sempre das cores extravagantes, ou de combinações bem diferenciadas é o Barcelona. Os catalães não poupam no estilo e já chegaram a lançar camisetas estilo marca texto, e hoje apostam no estilo monocromático. Confira:


Com camiseta diferente ou não, o que queremos é o bom futebol e bons jogadores não é mesmo?


Até mais!

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Combo de Final de Semana

Salve Salve nerds!
Está no ar mais um... Combo de Final de Semana!
Avisamos que o Combo será realmente um combo, bem cheio de esporte.

Começamos com uma chuva de gols, uma avalanche, uma explosão, uma erupção de goleadas. No campeonato inglês, o Liverpool passeou em campo, e mesmo fora de casa, não teve problema algum na partida, pois aplicou um espetacular 6 a 0 no adversário. Os gols foram marcados por, 2 de Henderson, 2 de Sturridge, e um para Agger e Borini.
Os gols, abaixo:




No campeonato carioca, o Botafogo jogou pela semi-final do segundo turno, e se vencer o turno é campeão direto, inclusive. Quem estava no caminho, era o Resende, que não viu a cor da bola, e assistiu um 5 a 0 autoritário dos alvinegros. Destaque para as sempre boas atuações de Seedorf e Lodeiro.
Os gols para contar na mão, no replay:



Nas semi-finais do paulistão, duas goleadas para dar confiança. Em um jogo entre dois clubes menores, o Mogi Mirim fez um dos melhores segundos tempos que um clube pode fazer, e contra o Botafogo de Ribeirão Preto, realizou a maior goleada do campeonato, até agora, 6 a 0. O Mogi agora enfrenta o Santos, que venceu do Palmeiras nos pênaltis.
Os gols do Mogi Mirim:




Na outra goleada paulistana, o Corinthians visitou o algoz do ano passado, a Ponte Preta. Mas, o que ocorreu foi totalmente o contrário. O timão jogou muito melhor, tendo o controle do jogo, e com gols de seus 4 atacantes, Guerrero, Pato, Romarinho e Emerson, se classificou.
Os gols dos atacantes fiéis, no replay:


Dos campos para o octógono e para os desafios de força. Em mais um UFC, John Jones foi mais um a dar uns sopapos em Chael Sonnen, o falastrão da categoria. Jones foi rápido, e já no primeiro round terminou a luta. Maiores detalhes, com vídeo, AQUI.

Jones sentado, pois quebrou o dedão do pé esquerdo, ao que parece, na luta

No Rio de Janeiro, com presença de Conan, quer dizer, Schwarzenegger, tivemos o Desafio de Força, um desafio para quem gosta de levantar pesos bem levinhos, como 380 kg, ou até meia tonelada.
E quem, no conjunto de vários desafios, levou o troféu, foi Brian Shaw. Confira, em vídeo, a entrevista do pequeno homem, AQUI.

Vamos para as pistas... No tempo em que corria na Fórmula 1, Nelson Piquet se envolveu em uma briga com Eliseo Salazar, e recordando negativamente o fato, Nelsinho Piquet, filho do mestre, resolveu arrumar confusão na Nascar. A briga foi com Brian Scott, por uma batida entre os dois na pista.

Elaialaia (via F1 da Depressão)

Ainda nas pistas, tivemos etapa da Stock Car, em Tarumã, no Rio Grande do Sul. E pela primeira vez o pole position conseguiu conquistar a vitória da corrida, e foi Daniel Serra quem fez a façanha. Serra é líder do campeonato, e agora abre 9 pontos de vantagem sobre o companheiro de equipe Cacá Bueno. Detalhes, com review da corrida, AQUI.


Levou!


Voltando aos gramados, tivemos reinauguração do Maracanã, que foi mais uma vez reformado e teve amistoso festivo entre os amigos do Bebeto contra os amigos do Ronaldo. Este foi um evento teste para ver os problemas que poderiam existir com o estádio, o que eu estranho, pois muito do que se necessita ver não precisa da presença de um evento especial ou partida.
Constatou-se problemas com alguns banheiros, e bancos soltos nas arquibancadas, mas no geral o estádio parece estar em ordem. Vale lembrar que o entorno do Maracanã é o que mais complica, pois as obras de revitalização ainda não estão completas.



Apenas operários da obra do estádio estiveram presentes nas arquibancadas

E agora, vamos para os vários clássicos, a maioria decisivos, nos estaduais e na Espanha. Na terra do Rei Juan Carlos, Real Madrid e Atlético de Madrid fizeram o clássico da capital espanhola. O Atlético tentava, em casa, acabar com um jejum incômodo, já que haviam 6 jogos que só perdia para o rival em seus domínios. 
Os colchoneros começaram bem, e abriram o placar com Falcão Garcia. As esperanças dos atleticanos aumentaram, porém o Real acordou e mesmo super desfalcado, sem Cristiano Ronaldo, Ozil, Higuain e Sérgio Ramos venceu. O destaque total foi Di Maria, que marcou os dois gols do time, e manteve o Real Madrid na briga pelo segundo lugar no espanhol, que vale vaga direta na Liga dos Campeões, e aumenta o tabu para 7 jogos sem perder para o adversário no Vicente Calderón.
Os gols do jogo, no replay:


Pelo paulistão, Santos e Palmeiras fizeram uma das partidas das quartas de final. O jogo foi dominado pelo Santos, que perdeu várias chances durante a partida. Os santistas abriram o placar com Cícero, e o Palmeiras arrumou um gol salvador com Kléber, que fez um gol voador de cabeça.
Mas, na decisão por pênaltis, quem brilhou foi o goleiro santista Rafael, que defendeu dois pênaltis e classificou o Santos para enfrentar o Mogi Mirim.
Os gols e os pênaltis:



No Pará, tivemos outro clássico RePa, na segunda partida da semi-final do segundo turno do estadual. E, com o mesmo placar da semana passada, 2 a 1, o Remo venceu o rival e decidirá contra o Paragominas. A curiosidade desse estadual foi o adversário do Paragominas, a Tuna Luso, que mesmo chegando a semi-final do segundo turno, foi rebaixada para a segunda divisão estadual.
Maiores detalhes do jogo, AQUI.


Em Santa Catarina, Avaí e Criciúma fizeram a primeira partida da semi-final do segundo turno catarinense. A partida foi disputada, e com gols, e aproveitando o fator casa o Avaí venceu o Criciúma por 3 a 2. Agora o Criciúma necessita vencer em casa, para sonhar com chances de título, no campeonato dos mais improváveis, já que interior e capital se equilibram bastante nos confrontos.



No Recife, Náutico e Santa Cruz fizeram um clássico inusitado, valendo vaga na final. O Náutico abriu 1 a 0, e com esse resultado, segundo o regulamento, havendo o empate no saldo de gols o critério seria o de número de cartões amarelos, que foi o que durou durante boa parte do jogo. O Santinha empatou e acabou com o critério, e sofreu no finzinho do jogo a virada, que não foi suficiente para tirar a vaga na final. Agora o Santa Cruz enfrenta o Sport na final, enquanto o Náutico fica de fora da final mais uma vez.
Os gols:





Até mais!

sábado, 27 de abril de 2013

Filmes Esportivos - Senna

Salve Salve nerds!



Já falamos sobre o saudoso Ayrton, neste post AQUI, e hoje falaremos de um documentário produzido sobre esse histórico piloto. O documentário Senna, produzido em 2010, contou com a participação dos governos brasileiro, estadunidense, francês e britânico, e somente foi autorizado pela família do falecido piloto, pois nenhum ator interpretaria ele, e sim fariam um documentário.
A produção foca quase totalmente no lado piloto de Senna, e não na vida pessoal, que pouco é mostrada. Desse pouco, temos depoimentos do pai, mãe e da irmã, Viviane Senna, que até hoje cuida de tudo que é relacionado ao irmão, inclusive com um instituto que ajuda crianças carentes.
Já na parte piloto, o confronto com o parceiro de Mclaren Alain Prost, e com o diretor da Federação Internacional de Automobilismo Jean-Marie Balestre, são amplamente denotados. A forte personalidade, mesmo nas reuniões de pilotos, e nas disputas na pista aparecem nas imagens até então inéditas resgatadas pela produção do documentário.
Para os brasileiros, um gosto a mais, pois narrações de Galvão Bueno, e os comentários de Reginaldo Leme aparecem várias vezes para ilustrar o grande piloto que Ayrton Senna foi, além, obviamente, de o homenageado ser da nossa nação.
Fique agora com o trailer do documentário:



Até mais!

sexta-feira, 26 de abril de 2013

The Simpsons....

Salve Salve nerds!

Que nos Simpsons sempre aparece algum famoso para participar de um episódio ou outro, e que você deve ter visto algum deles arrumando confusão com o Homer, já sabemos, rs.
Mas, especificamente, falaremos dos atletas que resolveram aparecer por Springfield, a cidade onde tudo acontece, para fazer uma pontinha em algum episódio dessa famosíssima série. Vale lembrar que Os Simpsons está no ar desde 1989, totalizando 24 temporadas exibidas na TV.
Se nos desenhos e produções cinematográficas mundiais o Brasil não aparece quase nunca, na série dos personagens amarelos, nossa nação foi bem representada por duas vezes.
Um deles foi Ronaldo, que no episódio dizia viajar pelo mundo divulgando o mal futebol, e Lisa, filha mais velha de Homer, seria um exemplo da má prática do desporto, já que ela estava sendo bem desleal nos jogos do time treinado por Homer.
Ronaldo, no fim do episódio, diz ter ensinado Homer a fazer tudo que ele sabia no futebol, e Homer realiza um malabarismo ensinado pelo fenômeno, que mentalmente se arrepende dizendo: Ensinei bem até de mais.

Ronaldo

Outro mestre, ou melhor, rei do nosso desporto nacional, que apareceu na série amarela, foi Pelé. Em rápida aparição, o rei do futebol é retratado como um merchandising do esporte, e aparece fazendo uma propaganda em meio a um jogo de futebol, e ao final recebe seu dinheiro. Confira no vídeo abaixo:


E Homer também resolveu desafiar a lenda do skate Tony Hawk, e com seus artifícios brigou de "igual para igual" com o mestre do skate, que não compreendia de onde vinha o potencial do adversário.
Confira, no replay, sem muita qualidade, a batalha entre os dois:




E no tênis tivemos 4 famosos em um episódio só. A família Simpson resolveu construir uma quadra de tênis no quintal de sua casa, mas foi ridicularizada pelo restante dos habitantes de Springfield. Para recuperar a moral, decidem realizar um torneio, que reuniu nada menos do que as irmãs Serena e Venus Williams, Pete Sampras e Andre Agassi.
Imagem abaixo:


Estrelas do basquete, como Yao Ming e Lebron James, já foram para a pacata Springfield (imagem abaixo). Outros destaques, a maioria do esporte estadunidense, você confere AQUI.



Até mais!

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Champions League - A Quadra Alemã

Salve Salve nerds!

Nesta terça e quarta-feira, tivemos um show alemão na Liga dos Campeões, um verdadeiro espetáculo futebolístico. Bayern de Munique e Borussia Dortmund deram aula de como jogar futebol com vontade e qualidade, e surpreenderam a dupla espanhola Barcelona e Real.
Começamos pelo confronto de terça, entre Bayern e Barcelona. Na Allianz Arena, os alemães tinham um grande desafio, pois enfrentariam o poderoso Barcelona, e com a volta de Messi, que gerava expectativas.
Já no começo, o Bayern de Munique jogou com atitude, e fez um jogo com a famosa marcação por pressão, sem dar espaços para os catalães realizarem seus toques envolventes no ataque. Os bávaros, já no primeiro tempo, encontraram o caminho do gol, com as jogadas aéreas, e nos contra-ataques mortais, com Robben e Ribéry.
No primeiro gol, Muller recebeu passe de Dante, de cabeça, e marcou. Já no segundo tempo, aos 3 minutos, em outra jogada pelo ar, Mario Gomez ampliou para o Bayern, e mostrou que o ritmo forte de jogo continuaria.
O Barcelona teve pouquíssimas chances, e Messi, Xavi e Iniesta estavam muito bem marcados e vigiados. No outro lado, contra-ataque com Robben, que na única vez que tentou o drible para a direita, acertou a jogada e marcou o gol na saída do goleiro. A reclamação catalã veio com um empurrão dado por Muller no zagueiro do Barça, que deixou Robben livre.
Para fechar a conta, Muller, sempre ele, recebeu bola de Ribéry, que passou para Alaba mandar a bola para o artilheiro Thomas Muller sepultar o Barcelona, que agora necessita de um milagre enorme no jogo da volta. É a primeira vez que temos um jogo com 4 gols de diferença em uma semi-final da Champions.
O show 4 a 0, no replay:



Bayern Munich 4-0 Barcelona Champions League... por danielrn5

Seguimos para Dortmund, onde o time da casa também apresentou seu cartão de visitas. O Borussia também tinha um desafio gigante, pois enfrentava o maior campeão das Ligas dos Campeões, com 9 títulos, mas não se intimidou e mostrou que não foi apenas uma surpresa nas semi-finais.
Jogando abertos, os dois times procuraram o jogo ofensivo, mas quem foi mais eficiente, e equilibrado, foi o Dortmund, que mesmo após ter levado um gol, seguiu no ritmo intenso de jogo e de contra-ataques para vencer.
Com oito minutos, o personagem do jogo apresentou suas garras. Em cruzamento de Götze, Lewandowski se esticou todo e marcou o 1 a 0, para a alegria da torcida da arquibancada geral do Westphalen Stadium. No fechar das cortinas do primeiro tempo, Cristiano Ronaldo marcou e deu alguma esperança ao Real.
Aos 4 minutos do segundo tempo, Lewandowski aproveitou jogada de Reus e limpou o zagueiro, para virar o placar. Com 10 minutos, Schmelzer chutou, a defesa deu rebote, e o artilheiro mais oportunista de todos, Lewandowski, deu belo drible em Pepe e marcou o terceiro dele e do Borussia Dortmund.
Apesar da má atuação do Real Madrid, no geral, o goleiro Diego López salvou os merengues de uma goleada maior, com grandes defesas. Mas, nem López evitou o quarto gol de Robert mito Lewandowski, que de pênalti decretou a quase morte dos espanhóis. É a primeira vez que um jogador marca 4 gols em uma semi-final da Liga dos Campeões.
Os gols de Lewandowski, abaixo:





Ficamos no aguardo dos jogos de volta da semana que vem, que apesar de parecerem pouco importantes, podem ter surpresas, como a grandiosa virada do Barcelona sobre o Milan anteriormente, apesar de precisar de apenas 3 gols na ocasião. Já o Real não precisou ainda de uma virada no placar, nessa liga, e assim gera a desconfiança dos torcedores. 

Até mais, semana que vem teremos mais Champions League!

quarta-feira, 24 de abril de 2013

As Olimpíadas Não-Olímpicas

Salve Salve nerds!




De quatro em quatro anos, temos os famosos Jogos Olímpicos, mas nem todos os esportes estão como modalidades presentes nos jogos. Foi aí que surgiram os Jogos Mundiais, jogos reconhecidos pelo Cômite Olímpico Internacional, mas que mesmo assim não estão no quadro olímpico.
Em 1981, em Santa Clara, nos Estados Unidos, a primeira edição dos Jogos Mundiais aconteceu, e neste ano, em Cali, na Colômbia, teremos mais uma edição da competição.
Para o Cômite Olímpico, essa competição serve como um evento teste, para que possam avaliar a possível inclusão de alguma modalidade na próxima Olimpíada. O que complica, em alguns casos, é a redução do número de integrantes nas equipes dos esportes coletivos, que acaba mudando o esporte original, e o número de federações filiadas desse determinado esporte, que necessita de um mínimo.
Exemplos de inclusão posterior no quadro olímpico são o Badminton, que até hoje continua, o Beisebol, que foi incluído em 1992 e em 2012 voltou para os Jogos Mundiais e o Vôlei de Praia, que em 1996 foi incluído e até hoje segue. Seguiram o mesmo exemplo, e estão na ativa, o Taekwondo e o Triatlo.
Alguns esportes que nem imaginava que eram esportes, estão na lista, confira algumas modalidades: Dança de Salão, Aikidô, Caiaque Polo, Escalada, Fisiculturismo, Frisbee, Futebol Americano, Jiu-Jitsu, Pesca Esportiva, Salvamento, Sinuca, Sumô e Surf.
Site oficial dos Jogos Mundiais: http://www.theworldgames.org/


Caiaque Polo

Aposto no competidor 03



Pega...

Pra fechar, o vídeo promocional dos Jogos deste ano, em Cali - Colômbia:



Até mais!

terça-feira, 23 de abril de 2013

A Copa do Mundo é Nossa...

Salve Salve nerds!

Hoje falamos de Copa do Mundo, com o post final da série sobre a preparação dos estádios para a Copa das Confederações e Copa do Mundo.
Começamos com o estádio que sediará o jogo de abertura da Copa do Mundo, ano que vem, a Arena Corinthians, ou Itaquerão, ou Fielzão. O que importa mesmo é como andam as obras por lá, e os operários trabalham em 3 turnos para deixar as obras todas prontas até dezembro. No final de Março, 70% das obras haviam sido concluídas, e metade da cobertura da arena foi terminada.
O Itaquerão receberá, além da abertura, outros 5 jogos, incluindo um dos jogos da semi-final do Mundial. A capacidade total do estádio será de 65 mil torcedores, porém 17 mil destes lugares serão removidos após a Copa.
Imagem da Arena, abaixo:



No sudeste, vamos para o Mineirão, um dos maiores estádios do Brasil que está de volta. O novo Mineirão, casa de Atlético Mineiro e Cruzeiro, foi reformado e tem capacidade para 62 mil torcedores sentados e bem acomodados. A obra foi terminada no começo do ano, e em fevereiro já tivemos jogos realizados. 
No clássico Atlético e Cruzeiro, alguns problemas estruturais foram apontados, e a empresa que mantém toda a estrutura foi multada. Tudo parece ter sido corrigido, e uma das maiores arenas do país está apta para receber partidas oficiais, inclusive com jogo da seleção brasileira contra o Chile, agora no dia 24.
Abaixo imagem do belo Mineirão reformado:



Vamos para outro estádio que já está prontinho, e também já recebe jogos oficiais. Em 2007, após um grave acidente com desabamento da arquibancada, a Fonte Nova foi demolida, com a promessa de uma novíssima arena pronta.
E foi isso que aconteceu, hoje temos a Arena Fonte Nova reconstruída, e com estrutura para 50 mil espectadores. Na primeira partida da nova Fonte Nova, o Vitória goleou o Bahia por 5 a 1, e daqui alguns dias teremos outro BaVi que servirá como evento teste para a Copa do Mundo.
Outro estádio bem bonito:



Vamos para o sul do Brasil, onde o Internacional constrói o seu estádio. O reformado Beira-Rio terá capacidade para mais de 51 mil pessoas, e em março atingiu 65% das obras concluídas. O andamento das obras foi demorado para começar, também com atraso nos financiamentos, e ficará para o prazo final de dezembro para estar totalmente pronto.





Detalhamento, inclusive com os valores investidos em cada estádio, você confere no link: http://www.copa2014.gov.br/pt-br


Até mais!

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Combo de Final de Semana

Salve Salve nerds!
Está no ar mais um... Combo de Final de Semana!!!

Iniciamos os trabalhos falando de automobilismo. Na Fórmula 1, corrida disputada, acirrada, mas ao mesmo tempo com domínio total de Vettel, que venceu com folga no Bahrein. Em segundo ficou Raikkonen, e em terceiro terminou Grosjean. Curiosamente o mesmo pódio da etapa do ano passado. Muito mais detalhes, você confere na Colúnia Esportiva, clicando AQUI.
Na Fórmula Indy, Takuma Sato fez história, e levou pela primeira vez um japonês ao primeiro lugar em uma corrida da categoria. O japonês voador, como todos os japoneses pilotos são chamados, correu forte durante toda a corrida e não deu chances aos adversários. No lado brasileiro, o melhor colocado foi Hélio Castroneves, que terminou em décimo, mas ainda lidera na classificação geral da Indy. O relato completo e detalhado você pode conferir AQUI.

Agora falamos de clássicos, e vários clássicos pelo Brasil e até no exterior. No nordeste, Santa Cruz e Náutico jogaram pela primeira partida semi-final do campeonato pernambucano. E o santinha, em casa, foi melhor e ganhou do rival pelo placar mínimo, 1 a 0, gol de Renatinho.
O gol do Santa, no replay:





Em outro estadual nordestino, no Pará, tivemos o famoso RePa, também valendo pela primeira partida da semi-final. E o Remo levou a melhor sobre o rival Paysandu, vencendo por 2 a 1, e agora joga a volta podendo empatar. Os gols da partida, abaixo:



Na Itália, Juventus e Milan se confrontaram, na reta final do nacional. E a líder Juve venceu, com um belo gol de pênalti, marcado por Vidal, no ângulo. A velha senhora dificilmente não será campeã, e pode levar o caneco na próxima rodada. Já os milaneses brigam para garantir uma vaga direta na Champions League, e estão em terceiro lugar na tabela.
O belo gol de pênalti:


Fechando a série de clássicos, no Paraná tivemos o clássico Atletiba. E o Atlético, mesmo com time sub-23, levou a melhor sobre o rival coxa branca, por 3 a 1, chegando a fazer 3 a 0. Os rubros negros lideram o segundo turno, e a uma rodada do fim, brigam com o Londrina pela vaga na final, para enfrentar o mesmo Coritiba, campeão do primeiro turno.
Os 4 gols do clássico, no replay:

Belo gol de falta do Alex


E, em Foz do Iguaçu, pela primeira vez tivemos a realização dos X-Games, que normalmente eram no Rio de Janeiro. Em um belo cenário, com as Cataratas do Iguaçu ao fundo nas competições do skate, e com presença da lenda do skate Tony Hawk.
Na Mega Rampa, Bob Burnquist mais uma vez conseguiu o título, e é o maior vencedor da categoria. No Skate Park, que mais parece uma piscina gigante, Pedro Barros superou os favoritos, e levou mais um título para o Brasil.
No skate Street Feminino, Leticia Bufoni ganhou o primeiro ouro da história do Brasil na categoria, e Sandro Dias, o mineirinho, terminou em segundo lugar no skate vertical.


Lugar nada inspirador para praticar esportes...


E vamos para as quadras de tênis agora. Pelo aberto de tênis de Monte Carlo, em Monâco, Rafael Nadal e Novak Djokovic brigaram pelo título. Nadal, nos últimos 8 anos, havia vencido todas as edições do torneio, mas foi surpreendido pelo adversário sérvio, que quebrou a imensa hegemonia do espanhol. Djokovic venceu por 6/2 e 7/6.
Maiores detalhes da partida, é só clicar AQUI.


Nº 1 do mundo o rapaz



Até mais!

domingo, 21 de abril de 2013

Colúnia Esportiva 21 - O Remake

Salve Salve!

Vamos para o relato de mais uma etapa da Fórmula 1, nos desertos do Bahrein. Na qualificação, domínio total da Mercedes de Rosberg, que com facilidade conseguiu a pole position. Seguido pelo alemão, estava o seu compatriota Vettel, e completando o pódio esteve Fernando Alonso. Em quarto lugar, beneficiado pelas punições de Webber e Hamilton, ficou Massa. Completam os 10 primeiros: Di Resta, Sutil, Webber, Raikkonen, Hamilton e Button.
Na corrida, largada limpa, e com Rosberg mantendo a ponta. Alonso pulou pra segundo, e depois foi novamente ultrapassado por Vettel. Massa largou mais ou menos e perdeu uma posição para Di Resta.
Nas primeiras voltas já, os pneus de Rosberg foram pro espaço, e Vettel, seguido por Alonso, passaram o líder, que dali por diante continuou a ser ultrapassado por seus adversários. Alonso teve problemas, e sua asa móvel não fechava após ser aberta, o que fez o espanhol ir duas vezes ao boxe para tentar resolver o problema, até perceberem que a asa teria que deixar de ser utilizada.
Após a primeira rodada de pits, quem perdeu posições foi Massa, que não muito depois teve a asa avariada e o pneu furado, o que acabou com a possibilidade de um pódio. Destaque para Di Resta e Grosjean, que não fizeram pits junto com os outros e ocuparam a segunda e terceira posições, apenas com Vettel dominando na frente.
Brigando pelas primeiras posições, Rosberg, Perez e Button protagonizaram belas ultrapassagens, com destaque para a parte 2 da briga, mas com luta entre os pilotos da Mclaren.
Do meio para o final, Massa foi pros pits mais algumas vezes, com pneu estourado e pra passear pelo circuito.
Após a segunda e terceira paradas dos pilotos líderes, as brigas voltaram à tona. Grosjean conseguiu passar Di Resta, que estava em segundo, mas Di Resta fez pit após isso. Raikkonen com boa estratégia pulou para o segundo lugar, seguido do companheiro Grosjean. Com muita disposição, Perez protagonizou muitas brigas, e a mais incrível foi contra Alonso, que mesmo sem o DRS não facilitou para o mexicano. 
No final, Vettel dominou e levou a vitória, com extrema tranquilidade. Completam o pódio as Lotus de Raikkonen e Grosjean, que têm talvez o carro mais equilibrado e que consegue fazer durar muito bem os pneus, o que facilita para uma estratégia com 1 pit a menos. Em quarto ficou o surpreendente Di Resta, que fez ótima corrida no quesito estratégia, em quinto, sem muito alarde e sem aparecer, ficou Hamilton, que na última volta passou Webber. Em sexto ficou Perez, que no final do final da última volta conseguiu ganhar a posição de Webber também. Bela corrida do mexicano, que finalmente mostrou serviço na nova equipe e não poupou força de vontade. Sétimo posto para o triste Webber, oitavo lugar milagroso para Alonso em meio aos problemas de asa, nono lugar para o pole position Rosberg, que fez corrida pífia, e décimo posto para Button.
Destacando novamente o belo começo de campeonato da Lotus, que está em segundo no campeonato de construtores, apenas atrás da Red Bull. Grande corrida de Perez e Di Resta, principalmente o segundo, que consegue brigar com os grande mesmo com uma Force India.
Nos pilotos, Vettel lidera o campeonato com 77 pontos, em segundo está Raikkonen, com 67, terceiro Hamilton com 50, quarto Alonso com 47, quinto Webber com 32 e sexto Massa com 30.

Ops, foto do ano passado... mas não mudou nada, rs

Maiores detalhes, inclusive com vídeos, AQUI.


Até mais!

sábado, 20 de abril de 2013

Vida Longa e Próspera

Salve Salve nerds!

No esporte, poucos e raros profissionais, tanto técnicos quanto os próprios atletas, nos esportes coletivos, ficam muito tempo em um determinado clube. Pois hoje, citaremos casos que vão na contra-mão da rotatividade atual, e que além de manterem seus profissionais, conquistam bons resultados com isso.
Começamos com dois mitos de seus clubes, um já aposentado, e outro em fim de carreira. Dois grandes goleiros, que praticamente dariam suas vidas pelo time que defendem no futebol. Falamos de São Marcos e Rogério Ceni, que começaram suas carreiras no Palmeiras e no São Paulo, e de lá não saíram.
Marcos começou como titular do Palmeiras, e logo conquistou a titularidade. Um profissional exemplar, o arqueiro sempre chamou a responsabilidade nos momentos de dificuldades do time, e não deixou se abalar pelas inúmeras lesões sofridas. O goleiro foi campeão da Libertadores pelo Palmeiras, após ser herói na disputa de pênaltis contra o Corinthians, e com a seleção brasileira ganhou a Copa do Mundo, sendo o goleiro menos vazado, com 4 gols tomados apenas. Marcos, após 2002, recusou uma proposta milionária para jogar na Europa, mesmo com o Palmeiras tendo sido rebaixado para a série B do campeonato brasileiro.
Rogério Ceni também tem um vasto currículo, com 3 Libertadores, uma como titular, e uma Copa do Mundo, como reserva. Além de bom goleiro, Rogério se especializou nas cobranças de faltas e pênaltis, e é o maior goleiro artilheiro da história do futebol. Rogério já soma mais de 20 anos defendendo as cores do tricolor paulista, e nunca deixou de chamar a responsabilidade como capitão do time, além de ser uma peça chave na equipe, por conhecer mais do que muitos o time do São Paulo, com toda a sua bagagem no clube.
No voleibol, também temos dois monumentos nas seleções brasileiras masculina e feminina. São eles, Bernardinho e José Roberto Guimarães, que reergueram o nosso vôlei, e o levaram para o topo e a um nível de jogo muito competitivo. Bernardinho, inclusive, é treinador do Rio de Janeiro feminino, que é o maior vencedor da superliga de vôlei. 
Bernardo Resende, como é pouco chamado, dirige a seleção masculina desde 2001, e ganhou mais de 20 títulos com os homens, incluso 8 ligas mundiais de vôlei, e 1 título olímpico. No feminino, foi técnico antes do masculino, mas mesmo assim ganhou vários títulos, e assim se torna o maior vencedor da história do voleibol. Muito se especulou sobre a saída dele da direção da seleção, mas o seu histórico e a vontade de vencer provam que ele tem muito a oferecer ao esporte.
Zé Roberto, como é conhecido, tem um estilo bem mais calmo do que o amigo acima citado, mas não deixa de ser um multicampeão. Ele conseguiu algo raro, foi campeão sendo técnico do masculino, e do feminino duas vezes, nas olimpíadas.
No masculino sua passagem foi mais curta, ficou 4 anos, já no feminino está no cargo desde 2003, e reestruturou um time desacreditado, que não jogava tão bem nos momentos de decisão. Chegou a perder títulos quase ganhos, quando seu time tinha ampla vantagem no placar, mas não desanimou, e encontrou forças para trabalhar e ser duas vezes campeão olímpico, com as mesmas mulheres antes chamadas de "amarelonas".

Aqui é trabalho! rs


Voltamos para o futebol, onde temos dois treinadores com longevidade nos seus cargos. Provavelmente, quando você nasceu, ele já era técnico do Manchester United, e até hoje masca seu chiclete efusivamente e esbanjando simpatia. Falamos de Sir Alex Ferguson, que está desde 1986 no cargo de técnico do Manchester, e no auge de seus 71 anos parece bem animado para mais temporadas a frente do clube.
Ferguson começou como treinador de clubes escoceses, do seu país, e chegou a treinar a seleção local antes de ir para o atual clube. 
No United tem marcas expressivas, e que não imagino serem superadas por algum técnico na Premier League e no futebol inglês no geral, em um bom tempo. O currículo do treinador é vasto, são 12 títulos nacionais, duas Ligas dos Campeões e dois Mundiais de Clubes, além de dos 12 nacionais ter levado 8 seguidos. Nacionalmente, venceu 7 supercopas da Inglaterra, e 4 copas da liga inglesa. Pelo Aberdeen, clube que comandou na Escócia, venceu 3 Campeonatos Escoceses.
Amostras das taças conquistadas por Sir Alex Ferguson

Também na terra da rainha, outro treinador faz história, ou pelo menos vai se mantendo no cargo desde 1996. É Arsene Wenger, que treina o Arsenal, e no alto de seus 63 anos tenta dar um jeito na atual fase de sua equipe, que não anda muito bem das pernas. 
Wenger não conquistou tantos títulos, mas imprimiu no Arsenal um estilo de jogo mais ofensivo e o chamado jogo bonito, mas que sem jogadores de peso e de qualidade fica difícil de ser praticado. Chegou a ter grandes equipes, com Henry, Lehmann, Van Persie, e outros, e assim ganhou 3 títulos ingleses, 4 copas da Inglaterra e 4 supercopas da Inglaterra. Na França, levou um título francês e uma copa da França, dirigindo o Mônaco.

Bons tempos...


No futebol europeu, em si, temos clubes que conseguem manter seus elencos, e assim formam equipes sempre competitivas nas competições as quais disputam. Entretanto, há um exemplo ainda mais impressionante e que vai além do contratar bons jogadores, que é formá-los desde as categorias de base. Quem melhor faz isso atualmente, é o Barcelona, que tem vários de seus titulares, como Xavi, Iniesta e o próprio Messi, como atletas desde muito jovens. Essa quase arte de formar grandes jogadores virou alvo de estudo, até pela repercussão do estilo de jogo do Barcelona, baseado em toques e no jogo paciente, que são filosofias de trabalho implementadas desde a base.
É complicado acreditar que um adolescente vai virar um grande jogador um dia, mas os catalães mostram que isso é plausível e hoje provam com resultados essa ideia. 


Messi, Xavi e Puyol quando chegaram ao Barcelona


Até mais!

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Músicas Esportivas

Salve Salve nerds! Lambda Lambda Lambda!

Tratamos hoje, de músicas também, das paradas de sucesso do esporte, de ontem e hoje. Começamos com dois hits da Copa do Mundo aqui no Brasil, e até hoje estão na memória dos brasileiros.
No saudoso ano de 1958, ano da seleção de Pelé, Garrincha e Cia. fizeram uma música para comemorar a primeira conquista brasileira da Copa do Mundo. "A taça do mundo é nossa" exalta o grande time, que ajudou a apagar a grande derrota de 1950 em casa.
Fique com "A taça do mundo é nossa":



Em 1982, a nossa seleção tinha outro time cheio de craques. Zico, Sócrates, Falcão, Júnior e tantos outros jogavam bonito e levavam a esperança de título da Copa da Espanha. Antes da Copa, uma banda militar brasileira fez uma música, e durante a competição ia ao estádio para animar os jogos e tocava da arquibancada, junto com outros torcedores brasileiros.
O jogador Júnior soube da banda, e foi chamado para gravar a canção junto com os músicos. O resultado está abaixo, no replay:



Um tema marcante, que inclusive chegou a aparecer em uma versão incompleta em outro post AQUI, foi a vinheta/música de chamada da Fórmula 1, que até hoje é tocada nas transmissões da categoria. Abaixo a versão completa da música, que mesmo sendo apenas instrumental, é incrível.



Um sucesso do rock, The Final Countdown também cativou muitos esportistas. A contagem final, como seria a tradução literal, têm muito a ver com sempre se buscar os limites dos atletas, de correr contra o tempo em busca do objetivo, em busca do melhor desempenho possível, dos milésimos de segundo a menos. Fique com esse clássico, abaixo:



Essa quase música virou uma febre e mania, com a maioria dos casos não muito consideráveis de atenção. Mas, o Botafogo fez o Harlem Shake, aquela dança que começa com um cara dançando sozinho, e depois todos em volta começam a dançar também, receber o respeito das pessoas. A dança serviu de protesto, devido a interdição do Engenhão, por problemas estruturais. Confira, meio atrasado aqui, o melhor Harlem Shake esportivo da atualidade, no replay:



Até mais!

É o Brasil na Libertadores!

Salve Salve nerds!

Enfim, terminou a primeira fase da Copa/Taça Libertadores da América, e com todos os brasileiros classificados, ou no sufoco, ou com tranquilidade.

Corinthians
Semana passada, ainda, o Corinthians enfrentou o Millionarios, e venceu por 3 a 0, com facilidade, e garantiu o segundo lugar geral da fase de grupos, ficando apenas atrás do Atlético Mineiro. O timão fez boa campanha e agora enfrenta o Boca Juniors.
O Boca não é o mesmo dos velhos tempos, e está até pior do que o time finalista do ano passado. Porém, terá ao seu lado o caldeirão chamado La Bonbonera, que amedronta muitos times. Do lado do timão está Romarinho, rs, e a boa equipe montada por Tite, que tem um bom elenco e um grande time titular. Resta saber se no mata-mata isso pode beneficiar os brasileiros novamente.

Palmeiras
O Palmeiras também se classificou com antecedência, e por sorte garantiu também o primeiro lugar em seu grupo, com uma combinação de resultados. Muitos não acreditavam sequer na classificação do clube, mas se surpreenderam com o poder de reação do porco, que vive momentos de altos e baixos no ano.
Os alviverdes enfrentam agora o Tijuana, aquele do grupo do Corinthians, que tem um estádio com gramado sintético e bem ruim da prática esportiva, mas que fora de seus domínios não se mostrou uma grande equipe. Dá pra apostar nos palmeirenses classificados.
Confira os gols do jogo de ontem do Palmeiras, que perdeu para o Sporting Cristal:



Grêmio
Os tricolores se classificaram em segundo, no grupo 8, e ontem empataram em 1 a 1 com o Huachipato. O destaque da partida foi o golaço marcado por Zé Roberto, que fez uma meia bicicleta e abriu o placar para o Grêmio. O Huachipato empatou, mas não evitou a desclassificação.
Não satisfeitos, dirigentes, jogadores e comissão técnica dos chilenos partiu pra pancadaria tentando agredir os gremistas, que precisaram sair escoltados por vários policiais.
Sobre a próxima fase, o Grêmio enfrenta o Santa Fe, que foi o primeiro colocado do grupo teoricamente mais fraco da competição. A seu revés, o time do Rio Grande do Sul terá o fato de jogar a primeira partida em casa, mas também vejo eles classificados.
Os gols de Huachipato x Grêmio, no replay:


São Paulo e Atlético Mineiro
Juntei os dois, pois vão se enfrentar na próxima fase, e já se enfrentaram antes, pois eram do mesmo grupo. Na última rodada do grupo 3, São Paulo e Atlético jogaram, e os paulistas necessitavam da vitória, e apenas a vitória. Já os mineiros, tentavam continuar 100% na competição.
O São Paulo jogou bem, e criou as melhores chances da partida, ou todas as chances, enquanto o galo jogou mal e teve um setor de criação praticamente inexistente, parecendo aceitar a derrota e ter que enfrentar o rival na próxima fase mesmo.
Para os dois próximos confrontos, o Atlético terá de volta Bernard e Diego Tardelli, e o São Paulo continua sem Luís Fabiano, suspenso por 4 jogos. O Atlético Mineiro nunca perdeu no estádio Independência, desde sua reforma, e tem a vantagem de jogar a partida decisiva em casa.
O São Paulo tenta continua a boa fase e usar o retrospecto contra o rival, para tentar chegar longe na Libertadores.
Confira os gols da última partida entre os dois:


Fluminense
O fluzão já estava classificado, no mesmo grupo do Grêmio, mas queria garantir o primeiro lugar. Jogando em casa, levou vários sustos e quase jogou fora a liderança, entretanto, com um gol de Rafael Sóbis, venceu o Caracas, e agora enfrenta o Emelec.
O Emelec é o mesmo do ano passado, que se classificou no sufoco e eliminou o Flamengo, ainda na fase de grupos, porém perdeu para o Corinthians na fase seguinte. Não é um grande time, não sei se continua o mesmo time que a temporada passada, mas o Fluminense tem totais chances de passar de fase com o bom grupo que tem.
O gol dos tricolores, contra o Caracas, no replay:




Até mais!

quinta-feira, 18 de abril de 2013

É Esporte ou Desgraça? - Raquete, Natação e Punhos de Aço

Salve Salve nerds!

Hoje falamos de mais esportes diferentes, e até de variações de modalidades já existentes.
Começamos pela natação com obstáculos, que inclusive foi uma modalidade olímpica. Nos jogos de 1900, em Paris, essa modalidade da natação era composta por um percurso em um rio/mar, e o nadador precisava desviar de postes, e passar por baixo de duas fileiras de barcos. 
A natação com obstáculos até hoje faz parte de competições esportivas, e faz parte do pentatlo aeronáutico (tiro, natação com obstáculos, basquete, esgrima e evasão). Essa natação dificultada também faz parte dos Jogos Mundiais, que são jogos que reúnem esportes que não estão no quadro das olimpíadas.
Confira imagem da natação com obstáculos:


Antes...


E hoje...


E agora falamos de um esporte em que o Brasil é uma potência, mas que poucos conhecem. É o punhobol, ou faustebol, que é um precursor do vôlei, mas jogado na grama. O gramado necessita ter 50 metros por 20, e há uma linha que separa o campo ao meio, que necessita estar pendurada a 2 metros de altura para os homens, e 1,9 m para as mulheres.
Para atacar, os jogadores necessitam apenas bater na bola com o punho, e para defender usar o antebraço. Assim como no vôlei, o punhobol é dividido em sets, de 3 a 5, e cada time, com 5 componentes, pode dar apenas 3 toques na bola, porém não podendo repetir um jogador a tocar na bola na mesma jogada.
Em alguns campeonatos, temos a partida finalizada por tempo.
O Brasil é uma potência do punhobol, além do país de origem, a Alemanha, e perdeu apenas dois campeonatos sulamericanos, desde a sua existência, em 1961. Somando-se o masculino e feminino, o Brasil ficou fora do pódio, nos mundiais, em apenas duas ocasiões. A Alemanha venceu os 9 primeiros campeonatos no masculino, e no feminino o Brasil nunca ficou fora do pódio nas 5 edições do mundial.



Pra fechar, falamos do Squash, um esporte até conhecido, mas que até hoje eu não sabia como se praticava. Reza a lenda, ou a história, que alguns presos ingleses queriam jogar tênis, porém no maior estilo "forever alone" eles batiam com a bola em alguma parede, para que ela voltasse a ele.
Assim, surgiu um novo esporte, e que explodiu de vez na Inglaterra. O nome squash, traduzido, vêm de esmagar, da bola que é esmagada ao bater na parede.
No esporte, como é hoje, 2 pessoas se enfrentam, ou 4, divididas em duplas. A quadra necessita ter, ao menos, a parede ao fundo dos atletas, de vidro, e nos maiores torneios é toda transparente. Em tamanho, tem comprimento de 9,75 metros, e largura de 6,4 metros.
Como mostrado na figura abaixo, temos a linha TIN, que qualquer rebatida abaixo dela é uma jogada inválida. Abaixo da Linha de serviço, o jogador perde 1 ponto, e a jogada passa a valer quando a bola é rebatida entre a Linha de serviço e a Linnha frontal. A bolinha ainda pode, após colidir com a parede frontal, colidir com a parede lateral, conforme indica a linha. Acima da Linha frontal o ponto também é desconsiderado. Os jogadores não podem ultrapassar a linha final da caixa de serviço



A pontuação mais tradicional, e utilizada em torneios, é quando a bola que um dos jogadores rebateu, bata na parede frontal, e na volta bata duas vezes no chão, ou na rebatida do adversário ele erre. A pontuação menos usada só valida a pontuação nos saques realizados pelo mesmo jogador que pontuar nessa mesma jogada.
Cada disputa é dividida em uma melhor de 5 jogos, e cada jogo vai até 9 ou 11 pontos, podendo ser necessário abrir 2 pontos de diferença caso se empate em 10 a 10. Essa regra dos 2 pontos pode não ser utilizada, depende da competição.
Fique agora com um vídeo do squash e sua rapidez:



Até mais!

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Análise Analítica da Champions League

Salve Salve nerds!

Mas antes, toca o hino!





Semana passada, aconteceram os jogos das oitavas de final da liga dos campeões, e com os classificados, na sexta-feira houve o sorteio que definiu quem se enfrenta na semi-final.
Portanto, o poderoso Barcelona enfrenta o não menos importante Bayern de Munique, e o Borussia Dortmund, que se classificou milagrosamente, enfrenta o Real Madrid de Cristiano Ronaldo.
Abaixo, pequena análise dos dois confrontos:

Barcelona x Bayern de Munique:
Jogo por jogo, os dois são espetaculares, e dignos dessa competição. Entretanto, este envolve o time do melhor do mundo, Messi, contra o atual finalista da última edição da Liga. O Bayern foi campeão alemão com 6 rodadas de antecedência, e o Barcelona domina o nacional com facilidade. Na Champions League, os dois passaram em primeiro lugar nos devidos grupos, e com 13 pontos. 
Tanto os alemães, quanto os espanhóis tem duas derrotas, uma na fase de grupos, e outra no mata-mata. Pela sexta vez seguida, os catalães chegam para a fase semi-final, enquanto o Bayern chega pela segunda vez. O Barcelona, que poderia ter a ausência de Messi, que estava machucado, deve ter a sua volta, e não terá nenhum desfalque importante, assim como o Bayern.
O favoritismo é todo da equipe azul e grená, mas ano passado o time de Munique surpreendeu eliminando o Real Madrid. Resumindo tudo, clássico é clássico, e teremos dois jogaços entre essas super equipes.

Borussia Dortmund x Real Madrid:
Os dois clubes se encontram novamente, já que eram do mesmo grupo na primeira fase. Os madrilenhos tem duas derrotas, sendo que uma delas foi para o próprio rival da Alemanha. Ao lado do Borussia está o fato de não ter nenhuma derrota, nenhuma, e assim ser o único time ainda invicto nas semi-finais. 
A maioria dos jogos do mata-mata, o Real decidiu fora de casa, tendo assim que fazer um bom resultado no  Santiago Bernabéu, e nesta fase será o contrário, decidirá em casa.
No lado alemão, as maiores decisões foram em seus domínios, ou no caldeirão preto e amarelo que é o estádio de Dortmund. Isso tudo pode atrapalhar, pois fora de casa o time venceu apenas uma vez, e na fase de grupos ainda.
Para o resultado final, o Real Madrid tem toda a pressão de voltar a ser campeão, mas conta com o talento de seu poderoso time comandado por Cristiano Ronaldo. O Borussia Dortmund tem ao seu lado ainda não ter perdido, e é a grande surpresa da competição, que não era esperado tão cedo que colhesse os frutos de ter sido campeão alemão da última temporada. Apontar um vencedor seria mero chute.

Chaaampiooons....


Até mais!

terça-feira, 16 de abril de 2013

A Copa do Mundo é Nossa...

Salve Salve nerds!
Continuamos a nossa série de como está a situação dos estádios brasileiros para a Copa do Mundo, e hoje vamos com mais 4 deles.

Começamos pelo Estádio Nacional de Brasília, que foi construído no lugar do antigo, também chamado de Mané Garrincha. A conclusão está bem próxima, e só não foi entregue pelo excesso de chuvas na região, que atrasou a colocação do gramado e do sistema de drenagem da água da chuva. O estádio terá capacidade para 70 mil torcedores e receberá jogos da Copa das Confederações, ainda este ano. Abaixo imagem das obras.




Vamos para Fortaleza, onde um estádio já existente também, o Castelão, foi reformado. A obra não teve grandes atrasos, e foi inaugurada ainda ano passado. O Castelão já recebe jogos do campeonato cearense, e assim como Brasília, vai sediar jogos da Copa das Confederações, com capacidade para mais de 63 mil torcedores.





Ainda no nordeste, relatamos como estão as coisas na Arena Pernambuco. A nova arena, construída na região metropolitana do Recife, abrigará 46 mil torcedores, e está praticamente pronta, apenas faltando pequenos detalhes estéticos, pois a estrutura está totalmente construída. Em maio, deverá haver um jogo de inauguração, entre Náutico e outro clube a ser definido.
Abaixo imagem desse belo estádio:



Para fechar, vamos para a capital do melhor estado do país, Curitiba. Mas, com a reformada Arena da Baixada, as coisas não andam muito bem. O financiamento da obra demorou a ser aprovado, e a construção anda a passos lentos. Com isso, não pode se duvidar de uma correria geral para que tudo esteja pronto até dezembro deste ano. Finalizada, a Arena da Baixada terá capacidade de 41 mil torcedores.


Até mais!

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Combo de Final de Semana

Salve Salve!
Está no ar mais um... COMBO DE FINAL DE SEMANA!

Começamos com goleadas, e um artilheiro goleador. No Paraná, o Coritiba havia vencido, no primeiro turno o Rio Branco por 7 a 0, fora de casa. E jogando em casa, não poupou, e fez um elástico 6 a 0 no frágil adversário, com grande atuação do artilheiro do campeonato, Alex.
Confira os gols, abaixo:



O artilheiro do final de semana foi um topetudo, foi Neymar, que deu show e marcou 4 gols contra o União Barbarense, na vitória do Santos por 4 a 0. O Santos vai se classificando entre os 8 melhores no paulistão, para a próxima fase.
Abaixo, os gols de Neymar:



E um gigante do futebol sulamericano, realmente não anda muito bem das pernas ultimamente. O Boca Juniors enfrentou o San Martin, e sem Riquelme, conseguiu ser goleado por 6 a 1. Confira os gols da inesperada derrota do Boca.


Mais detalhes AQUI



E pela Fórmula 1, tivemos corrida na China, com grande vitória de Fernando Alonso, seguido de Raikkonen em segundo e Hamilton em terceiro, Felipe Massa terminou em sexto. Maiores detalhes, você confere na Colúnia Esportiva, clicando AQUI.

No voleibol, ontem tivemos a decisão da Superliga Masculina, e o Rio de Janeiro, que havia levado no feminino, também deu show no masculino, e levou o título sobre o Cruzeiro. O Rio venceu por 3 a 1, de virada. Maiores detalhes AQUI.

É campeão!


Agora, falamos de clássicos. Na Inglaterra, Chelsea e Manchester City jogaram pela Copa da Inglaterra, e em partida única pela semi final, os Citizens venceram por 2 a 1. O destaque foi o golaço do Chelsea, marcado por Demba Ba, em um belo voleio.
Confira os gols, no replay:



Em pernambuco, tivemos Santa Cruz e Sport, valendo a liderança da primeira fase do campeonato local. E o santinha começou melhor, e conseguiu abrir 2 a 0, porém em um pênalti bobo cometido pelo time coral, o Sport arrancou o empate, e continua na liderança da primeira fase.
Os gols:



Ainda no nordeste, Ceará e Fortaleza jogaram pelo estadual, e o Ceará conseguiu a vitória com um gol inesperado, já que Lulinha, com menos de um metro e setenta, marcou o gol de cabeça do clube, e deu a importante vitória ao Ceará.
O gol de cabeça, no replay:



Do nordeste, para o sul, onde Criciuma e Figueirense se enfrentaram, e o tigre venceu o time da capital, pelo placar de 3 a 1, e agora precisa apenas vencer a última partida do returno, para se garantir nas semi-finais do catarinense.
Os gols do clássico AQUI

Fechando os clássicos, Flamengo e Fluminense fizeram um jogo inesperado, já que o Flamengo estava eliminado do campeonato, e o rival classificado. Mas, quem venceu foi o mengão, que voltou a apresentar um bom futebol, e pode dar alguma esperança a seus torcedores nas outras competições ao longo do ano.
Já o fluzão, parecia estar pensando na libertadores, e esqueceu do carioca, ao menos está nas semi-finais do segundo turno. Final, 3 a 1.
A vitória do Flamengo, em vídeo, no replay:








Até mais!

domingo, 14 de abril de 2013

Colúnia Esportiva 20 - La Fiesta de Alonso

Salve Salve!
Mais uma etapa da Fórmula 1, e de novo madrugamos para assistir esses ícones da velocidade. Na qualificação, o domínio foi da Mercedes, que surpreendeu e fez os melhores tempos nas 3 qualificações. No Q1, todos enrolaram bastante, e apenas faltando menos de 10 minutos, para poupar pneus, os pilotos foram marcar seus tempos, e fizeram apenas uma tentativa, o que deixou bem monótona essa parte.
No Q2, a surpresa fora foi Webber, que teve pane seca, e teve de parar o carro no meio de sua tentativa. Para piorar, ele foi punido por não ter combustível suficiente, para a análise que a FIA faz no final de cada qualificação. Outro que ficou fora foi Perez, que ainda não se acertou com a Mclaren. Com Perez fora, Ricciardo, da STR, conseguiu a façanha de ficar no top 10 e disputar o Q3.
Na terceira parte, sem muitos problemas, Hamilton conseguiu a pole position e mostra a franca evolução dos carros prateados. Fazendo milagre, Raikkonen arrancou o segundo tempo, em terceiro ficou Alonso, quarto Rosberg, quinto Massa, sexto Grosjean, sétimo a surpresa Ricciardo, oitavo Button, nono Vettel sem marcar tempo e de pneus médios ao invés de macios, e décimo Hulkenberg também sem marcar tempo.
Já na corrida, as Ferraris mostraram a que vieram, e pularam para o segundo lugar, com Alonso, e terceiro com Massa. Hamilton manteve a ponta, mas já nas voltas iniciais Alonso e Massa fizeram incríveis ultrapassagens no inglês da Mercedes.
Na volta 7, os ponteiros e quem estava de pneus macios, foram para os pit stops. E quem não se deu bem foi Massa, que foi uma volta depois de Alonso e Hamilton, e não rendeu nada nesta volta, o que o fez voltar no meio do grid e atrás de Di Resta.
Seguindo, apenas as Mclarens de Button e Perez não haviam ido aos pits por estarem de pneus médios, e só foram para lá depois da volta 20. Também com estratégia diferente, estava Hulkenberg, da Sauber, que chegou a liderar algumas voltas da corrida, mas depois teve problemas no pit stop e prejudicou sua corrida.
Webber, que havia largado em último, e fez pit na primeira volta, para pôr pneus médios, não estava em um bom dia. 
Com pressa para ganhar posições, acabou errando na tentativa de passar Vergne, e acertou em cheio o carro do piloto, o que acabou com sua corrida, já que quebrou a suspensão e seu pneu traseiro esquerdo se soltou e quase acertou outros carros.


MArk webber RBR pneu dtraseiro direito acidente gp da china (Foto: Agência Reuters)
Tá difícil Webber...

Alonso, como já dito, estava inspirado, e nem esperou os adversários entrarem para os pits, e passou Hulkenberg e Vettel, que estavam a frente dele. O próprio Vettel fez pit e voltou em oitavo, mas foi eficiente e passou Di Resta, Massa, Hulkenberg e Button. Nos 3 primeiros lugares estavam Alonso, Hamilton e Raikkonen.
Nos pits finais, Raikkonen passou Hamilton e assumiu o segundo posto. Alonso retomou a liderança, após novo pit de Vettel, e dali não saiu mais. Vettel, com pneus macios, voltou voando, e na última volta quase conseguiu passar Hamilton, mas errou em uma curva e deixou a oportunidade escapar. Mesmo assim, terminou apenas 0.2 segundos atrás do adversário na linha de chegada.
Massa teve que se contentar com o sexto lugar, e uma curiosidade, o top 5 teve 5 campeões mundiais. Confira o restante do top 10: Em sétimo terminou Ricciardo, que fez milagres com a pequena STR, em oitavo ficou Di Resta, nono Grosjean e décimo Hulkenberg.
No campeonato, Vettel lidera, com 52 pontos, seguido pelo constante Raikkonen, que pontua a 19 corridas seguidas, e tem 49 pontos. Em terceiro está Alonso, com 43, quarto Hamilton, com 40, e quinto Massa, com 30 pontos.

Ferrrrnando Alonso!


Já nesta semana, teremos Fórmula 1 novamente, e sem ser de madrugada, dessa vez no Bahrein.
Você confere mais detalhes do GP da China, inclusive com vídeo, clicando AQUI.
Até mais!

sábado, 13 de abril de 2013

Filmes Esportivos - Carruagens de Fogo

Salve Salve nerds!

Chegou o final de semana, e é hora de falar de mais um clássico esportivo dos cinemas, o famosíssimo Carruagens de Fogo.
O filme, de 1981, retrata a história de dois atletas, corredores dos 400 metros rasos, que superam mais do que as dificuldades de qualquer competidor para chegar as olimpíadas, mas toda a desconfiança e preconceito das pessoas com eles.
Harold Abrahams era um acadêmico da universidade de Cambridge, judeu, que era perseguido pelo direto da instituição, e inclusive foi duramente criticado quando requisitou um técnico com sangue italiano e árabe.
Eric Liddell, no entanto, era um missionário católico da escócia, e muito devoto. Creditava a Deus o seu dom de ser um bom corredor, e inclusive se recusou a competir em um domingo, em respeito a suas crenças. O sonho dos dois era disputar as Olimpíadas de 1924, em Paris, algo que eles conseguem.
Além do esporte, em si, os dois são mais do que atletas, pois não abrem mão de sua essência e de seus valores, já que seria totalmente abominável Liddell ter que correr em um domingo, e para Abrahams o amor ao esporte foi muito maior do que as críticas sofridas.
Outro fato marcante foi a música tema do filme, que poderia entrar nos posts sobre músicas esportivas daqui, e sempre é lembrada nas competições do atletismo, de tão divisor de águas.
Confira, no replay:


Clicando AQUI, você confere uma review completa do filme, feita pelo Cinema com Rapadura.

Até mais!

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Músicas Esportivas - O Tigre, Fio Maravilha e Toca o Tema da Vitória!

Salve Salve nerds!
Falamos da música no esporte novamente, de mais temas musicais nerd/esportivos.
Começamos pelo tema que acompanha os fãs da Fórmula 1. A primeira, ou as primeiras vezes que essa música tocou, era para o vencedor do Grande Prêmio do Brasil. Mas, ao longo do tempo, o tema da vitória foi transferido, e até hoje toca para os brasileiros que vencem qualquer corrida na categoria, algo meio raro atualmente.
Nos anos dourados do Brasil, com Senna e Piquet, era realmente comum escutar o tema da vitória, e toda a euforia do Galvão gritando: Ayrton, Ayrton, Ayrton Senna do Brasil!!!
Agora sim, fique com o tema da vitória:


Outra música, esta feita inspirada na Fórmula 1, foi produzida por George Harrison, aquele dos Beatles. A canção tem o nome de Faster, ou, mais rápido em português, e retrata a paixão do Beatle pela categoria mais rápida e mais importante do automobilismo. Segundo o que dizem, Harrison se inspirou em Jackie Stewart e Niki Lauda.
Confira, no replay:


AQUI o clipe original...


Vamos para os estádios, onde uma música virou moda nos jogos da Eurocopa, ano passado, e ainda estão no repertório de alguns clubes. Fique ao som de Seven Nation Army, do The White Stripes.



Outro sucesso, foi Fio Maravilha, ou Filho Maravilha, do cantor Jorge Ben Jor. A música foi escrita para o jogador Fio Maravilha, que em uma partida do Flamengo, seu clube, marcou um belo gol, um gol de placa, como diz a própria música, e assim foi homenageado por Jorge.
Mas, anos depois, os dois se desentenderam, e a música teve que mudar de nome, e virou Filho Maravilha. Mais anos depois, os dois fizeram as pazes, e continuam recordando do belo gol marcado por Fio Maravilha.
Confira a homenagem, no replay:


Eu não queria citar esta música, por algumas razões, mas...clássicos são clássicos... e se há uma composição musical que incentivou muita gente no esporte, esta foi Eye of the Tiger, da banda Survivor. Uma música que também fez história no filme Rocky, a partir do terceiro, inclusive com citações de se ter o "olho do tigre" para poder vencer.
Sem mais delongas, Eye of the Tiger para você:



Até mais!

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Champions League - Duelo de Titãs

Salve Salve!
Nesta semana, houveram as partidas mais do que decisivas da Champions League, valendo vagas nas semi finais da maior competição europeia.
Iniciamos a jornada com Real Madri e Galatasaray. Os dois clubes se enfrentaram na Turquia, e no primeiro jogo os madrilenhos haviam feito 3 a 0 no adversário.
Mas, na volta, mesmo abrindo o placar com o artilheiro Cristiano Ronaldo, o Real levou a virada, e chegou a estar perdendo por 3 a 1. Os 3 gols dos turcos foram verdadeiros golaços, com direito a gol de letra de Drogba. O Galatasaray ainda precisava de mais 2 gols, mas Cristiano Ronaldo, ele de novo, decretou o fim das esperanças de Drogba, Sneijder e Cia. Ltda.
Confira os golaços turcos, e os dois gols do artilheiro da Champions, Cristiano Ronaldo:




No outro jogo de terça-feira, uma partida memorável, um jogo épico, que entrou para a história do futebol. Uma virada de placar que parecia impossível, mas, quis o futebol que a determinação vencesse.
Na Alemanha, Borussia Dortmund e Málaga brigavam pela vaga às semi finais, duas surpresas da competição, mas que jogaram como gigantes.
Em Málaga, os dois clubes empataram em zero a zero, e o Borussia necessitava, assim, vencer o jogo de volta para se classificar.
Porém, quem começou vencendo foi o Málaga, que deu um banho de água fria nos alemães. Em bela jogada, Levandowski empatou o jogo, e deu ânimo novo ao Dortmund. No segundo tempo, já passados dos 30 minutos, eis que Eliseu vira novamente o jogo para os espanhóis.
Tudo parecia perdido, e o tempo correu até os 45 minutos do segundo tempo. Nos acréscimos, o Borussia ainda acreditava, e tentava o quase impossível. Foi aí que após muita insistência no conhecido "chuveirinho" na área adversária, que conseguiram empatar o jogo.
Naquele momento, restavam, 2, 3 minutos para marcar mais um gol, e foi o que aconteceu, novamente em um lançamento pelo alto, com bola sobrando, chutes rebatidos pela defesa, confusão e bola sobrando na pequena área, que Felipe Santana marcou para o Borussia Dortmund se classificar.
Vale lembrar os erros de arbitragem do jogo, no caso impedimentos, tanto no segundo gol do Málaga, quanto no terceiro gol germânico.
Veja os gols desse milagre futebolístico, no replay:


Já ontem quarta-feira, mais dois jogos. Na partida mais tranquila, Juventus e Bayern de Munique jogaram. A  Velha Senhora necessitava vencer por 3 gols de diferença, para se classificar, mas acabou perdendo de novo, desta vez por 2 a 0, com gols de Mandzukic e Pizarro, que carimbaram, mais uma vez, a vaga do Bayern em um semi final de Liga dos Campeões.
Os gols, no link abaixo, pois não foi encontrado link do youtube:

Link AQUI


No jogo mais turbulento e disputado, Barcelona e Paris Saint-Germain fizeram um jogo disputado e complicado para os espanhóis, até a entrada de um certo jogador...
O Barça jogava por um empate em 0 a 0 ou 1 a 1, ou pela vitória simples. Já o PSG necessitava vencer o empatar em 3 a 3 ou mais, algo bem improvável. Na partida, os franceses começaram melhores, e criavam as melhores oportunidades, inclusive dando alguns sustos nos catalães, que não se encontravam, mesmo jogando no Camp Nou.
No segundo tempo, novamente pressão maior do Paris Sain-Germain, e Pastore conseguiu o inesperado, marcou e abriu o placar, para desespero dos torcedores do Barcelona.
Entretanto, um jogador baixinho, rápido, inteligente, e melhor do mundo, estava no banco poupado por lesão, esperando que precisassem dele ali em campo. Era Messi, que logo após o gol do adversário, foi pro aquecimento, e entrou no jogo.
O ânimo do time, com Messi em campo, se tornou outro, mudou da água para o vinho, ou de time comum para Barcelona. Em boa jogada do MESSIas, rs, Villa recebeu, dentro da área, tocou para trás e Pedro chutou, e classificou o Barcelona para sua sexta semi final de Champions League seguida.
Após o gol, foi a tradicional administração de resultado espanhola, e correr pro abraço.
Confira os gols do empate:



Amanhã teremos o sorteio das semi finais e seus confrontos.


Até mais!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...