terça-feira, 29 de setembro de 2015

Vídeos da Semana



Salve Salve Nerds!



Antes de mais nada, pedimos para que você escute o nosso Podcast Nerd Esporte, com sua segunda edição sendo lançada ontem. Falamos sobre os filmes Invictus e Southpaw e você pode conferir AQUI.
Agora sim, vamos com os principais vídeos esportivos da semana. Começando por Arthur Zanetti, o melhor ginasta das argolas no mundo, que foi chamado para treinar em um lugar diferente. A Adidas chamou Zanetti para treinar no alto do Pão de Açúcar, um dos cenários mais belos do Rio de Janeiro e do país. Confira a ação abaixo, via B9:



Como ação para o GP do Japão de Fórmula 1, realizado no último final de semana, os pilotos da equipe Red Bull visitaram um tradicional lugar da cultura japonesa. Daniel Ricciardo e Daniil Kvyat foram para o local de treinamento de lutadores de sumô, tentando ao menos empurrar alguns centímetros os pesados lutadores de seus lugares. Veja se eles conseguiram, no replay, via WTF1:


#F1 v #Sumo - No Contest!
#F1 v #Sumo. Bulls get ready for a Suzuka showdown with some Sumo!
Posted by Infiniti Red Bull Racing on Quarta, 23 de setembro de 2015

Mais uma vez, a Nike fez uma grandiosa propaganda. Falando sobre a maratona e pessoas comuns que correm todas elas como amadoras, a marca lembra que o primeiro maratonista morreu depois de alcançar a distância de 42 quilômetros na Grécia. E que, todos esses amadores não são corredores, mas que ao fim da maratona eles serão tão ou mais que o primeiro maratonista, pois eles conseguiram completar o desafio e continuarão vivos. Confira:



Pela segunda divisão do Campeonato Argentino, partida entre Chacarita Juniors e Atlético Paraná, Jorge Achucarro, do Chacarita, foi oportunista e tomou a bola do goleiro fora da área, correu, chegou com o gol vazio, chutou e... perdeu! Perdeu um gol inacreditável, que você precisa ver para acreditar abaixo, via Vila do Esporte:

Errrooouu


Pela Copa da Inglaterra, a competição mais antiga do futebol e que conta com times de todas as divisões inglesas, da primeira até a décima, partida entre Holbeach United e Worcester City, times da nona divisão local. A partida estava 1 a 0 para o Worcester até os 49 minutos da segunda etapa, na bacia das almas. Em falta cobrada, o goleiro Rick Drury foi pra área e ao receber o cruzamento emendou uma meia bicicleta incrível, um golaço. Com a pintura do goleiro, o time passou de fase e se superar mais duas fases chega para jogar diante de times profissionais. Ficamos na torcida. Veja o golaço abaixo, via Trivela:



Enquanto a NBA não volta, falta pouco menos de um mês para o principal campeonato de basquete do mundo retornar, você confere abaixo as cinquenta cestas de 3 pontos mais bonitas da última temporada e mata um pouco a saudade dos grandes momentos acontecidos:





Vote no Nerd Esporte no prêmio Top Blog 2015. Na edição 2013/2014 ficamos entre os 100 melhores blogs de esporte do Brasil. Portanto, pedimos novamente a sua ajuda para conseguirmos um bom resultado.

Não deixe de comentar e compartilhar este e outros posts do Nerd Esporte. Isso nos ajuda muito e faz do blog cada vez melhor.

Até mais!

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Podcast Nerd Esporte #2 - Invictus e Southpaw



Salve Salve Nerds!



Está no ar o segundo Podcast Nerd Esporte!!!

No podcast desta semana, João e Arthur  começam a série Dois Filmes, analisando os filmes Invictus, com atuação especial de Morgan Freeman como Nelson Mandela e presença de Matt Damon, e Southpaw, com Jake Gillenhaal encarando o personagem Billy Hope. Saiba mais sobre o contexto de Invictus, os destaques e o veredito dos nossos dois apresentadores sobre o filme. Confira como Billy Hope busca a redenção depois de muitos problemas em sua vida, perdoe os clichês e saiba que cantor quase fez o papel de Billy Hope em Southpaw. 


Feed ao menos provisório do podcast AQUI
Feed que está cadastrado nos aplicativos e sites de podcast e aparentemente voltou a funcionar AQUI




Baixe o podcast direto nesse link AQUI


Complementos do podcast:

Confira os trailers dos dois filmes:






E as trilhas sonoras dos dois filmes:





O treinamento de Gillenhaal e o diretor Antoine Fuqua para o filme:


Curta o Nerd Esporte no Facebook

Siga-nos no Twitter

Ouça os podcasts anteriores, primeira edição e piloto AQUI.

Saiba mais sobre a Copa do Mundo de Rugby, que está acontecendo nesse mês.

Vote no Nerd Esporte no prêmio Top Blog 2015. Na edição 2013/2014 ficamos entre os 100 melhores blogs de esporte do Brasil. Portanto, pedimos novamente a sua ajuda para conseguirmos um bom resultado.

Não deixe de comentar e compartilhar este e outros posts do Nerd Esporte. Isso nos ajuda muito e faz do blog cada vez melhor.

Até mais!

domingo, 27 de setembro de 2015

Colúnia Esportiva 66 - Voltando ao normal



Salve Salve Nerds!


Fórmula 1 de volta e agora no tradicional circuito de Suzuka, no Japão, palco de grandes decisões da categoria e que tem um traçado desafiador aos pilotos. 

Na qualificação, as Mercedes voltaram ao normal e dominaram as ações. A briga ficou novamente pelo terceiro lugar, com Ferrari, Williams e Red Bull, correndo por fora. Na luta contra a eliminação no Q1, a primeira parte da qualificação, Jenson Button não conseguiu se acertar com a Mclaren e ficou fora. Seguido por ele ficaram as duas Sauber, com Ericsson e Nasr, além das Manor de Stevens e Rossi. Verstappen até passou para o Q2, mas teve problemas no final do Q1 e abandonou. Com o abandono, vários pilotos não conseguiram completar suas voltas rápidas por causa da bandeira amarela, o que pode ter mudado as posições do pessoal que brigou para passar.

No Q2, Mercedes com Rosberg melhor e Williams revezando posições com a Ferrari. Na luta para passar entre os 10, foram eliminados Hulkenberg, Sainz, Maldonado e Alonso, além de Verstappen.

Fechando, no Q3, todos os pilotos haviam feito uma volta rápida e já abriam as segundas voltas para assim decidirem de vez as posições de largada dos dez primeiros. Mas, porém, contudo, entretanto, todavia, Daniil Kvyat acabou escapando da pista e batendo violentamente na proteção de pneus, causando bandeira vermelha e fim de treino. Assim, Nico Rosberg fez a pole position, seguido por Hamilton, Bottas, Vettel, Massa, Raikkonen, Ricciardo, Grosjean, Perez e Kvyat. 

Foto: Getty Images


Por ter problemas e ficar na pista na qualificação, Verstappen foi punido e largou em décimo sétimo. Já Daniil Kvyat largou dos boxes devido a forte batida que teve no carro.
Largada das 53 voltas e briga forte entre Hamilton e Rosberg, com o inglês conseguindo a ponta e deixando Rosberg cair no grid algumas posições. Ricciardo furou pneu em batida com Massa, que caiu para último. Perez bateu em uma STR e também escapu da pista, mas voltou e também trocou pneu no boxe. Com isso, Hamilton liderava seguido por Vettel, Bottas, Rosberg e Raikkonen. Ricciardo vinha se arrastando na pista para tentar chegar nos pits, Massa também, porém com mais problemas e demora para chegar.



Grande ultrapassagem de Nasr em Sainz e Button pelo décimo segundo lugar. Ericsson passou Alonso e Verstappen estava encostado em Nasr.  Já na volta 8, vantagem de 4.2 segundos de Hamilton para Vettel. Kvyat, que largou dos boxes, trocou de pneus para os mais duros arriscando uma mudança de estratégia. Pessoal do meio do grid indo aos boxes, inclusive Verstappen, que pressionava Nasr e tentou a passagem na estratégia ao invés de na pista. Nasr foi pra cima de Ericsson e conseguiu passar o companheiro de equipe após erro do mesmo em uma curva, porém logo depois foi para os pits.

Bottas foi o único dos ponteiros a ir aos boxes nessa primeira leva da paradas até a volta 12. Sem problemas, Hulkenberg passou Ericsson e Grosjean também passou com  tranquilidade. Volta 14 e Vettel foi para os boxes. Na volta seguinte, Raikkonen parou e foi um segundo mais lento na parada que Vettel, 2.2 para 3.3 do finlandês. E na volta 15, Rosberg foi para o pit stop sem problemas. Trenzinho com Alonso em décimo primeiro, seguido por Kvyat e Verstappen. Hamilton parou na volta seguinte e colocou pneus médios ao invés de duros, uma estratégia diferente dos demais além de Bottas, que parou quatro voltas antes.

Valendo o terceiro posto, Rosberg foi pra cima de Bottas. Mais rápido, aproveitou a freada da curva e foi no embalo para passsar. Verstappen tentou passar Kvyat por fora na curva 130 R, das mais rápidas da Fórmula 1, quase causando um acidente. Vantagem de Hamilton para Vettel já estava acima de oito segundos. Verstappen não conseguia passar Kvyat e o russo, com problemas no motor e no botão de ultrapassagem não passava Alonso. Apesar de ser uma pista rápida, há poucos pontos de ultrapassagem em Suzuka.

Hamilton voando e já abrindo 10 segundos de Vettel, porém com pneus médios, talvez apostando em mais uma parada que o restante do grid. E Rosberg encostava em Vettel, estava a menos de dois segundos do conterrâneo. Raikkonen chegava em Bottas, em outra briga de conterrâneos pelo quarto lugar. Sem Kvyat no caminho, que foi para os boxes, Verstappen foi pra cima de Alonso. Valendo o décimo quarto lugar, Perez passou Nasr sem maiores problemas. Por fora, Verstappen, sempre arrojado, passou Alonso.

Sainz, que ia aos boxes, quase escapou e quebrou um pedaço do bico do carro, sendo obrigado a trocar e perder mais tempo na parada. Raikkonen desistiu de passar Bottas na pista e foi para os boxes, voltando de pneus duros. Na volta 27, top 5 com Hamilton, Vettel, Rosberg, Bottas e Raikkonen. Destaque quase invisível para Hulkenberg, em sexto lugar. Após parar nos boxes, Bottas voltou atrás de Maldonado e logo o passou para novamente buscar encostar em Raikkonen. Ou seja, pit stop bem ruim da Williams que fez o finlandês perder a posição. Vettel também foi para os pits e perdeu posição para Rosberg no limite da saída dos boxes. Bottas também passou Grosjean e aí sim ficou com Raikkonen a sua frente.

No final do grid, Massa foi para os boxes, voltando em vigésimo. Parada muito ruim da Williams, 4.3 segundos. Perez, em nono, parou nos boxes e voltou em décimo quarto. Bloco de pilotos do décimo segundo, Ericsson, seguido por Button, Perez e Kvyat, além de retardatários no caminho. E Felipe Massa tirou uma volta em Button, mostrando o quão lenta está a Mclaren. Pelo décimo segundo lugar, Perez foi pra cima de Ericsson. Diretor de TV japonês fazendo uns enquadramentos e colocando imagem na câmera de Perez que estava virada para a arquibancada na hora da ultrapassagem.

Perez foi pra cima de Ericsson e Kvyat, seguido por Massa, foi pra cima dos dois. Perez tentou passar por fora Ericsson, porém acabou escapando da pista. Perez tentou de todos os lados e não conseguiu passar o sueco da Sauber. Stevens escapou e por muito pouco, mas muito pouco, não bateu em Rossi, seu companheiro de equipe. Verstappen, o menino arrojado, foi pra cima de Sainz e deixou o companheiro de equipe para trás. Restando oito voltas, top 5 com Hamilton, Rosberg, Vettel, Raikkonen e Bottas.




Kvyat, com os freios problemáticos, seguiu fritando os pneus atrás de Perez e Ericsson. Além dos três, Ricciardo e Massa encostaram na briga, mas nada de ultrapassagem. Enfim, amém irmãos, Perez colocou por fora e passou Ericsson. Kvyat foi pra cima também e Ericsson se segurou. Como destaque do momento, Verstappen foi o piloto que mais ganhou posições na prova, com oito passagens, seguido por Hulkenberg, com seis.

Raikkonen passou Ericsson e Kvyat foi junto para passar..Ericsson fazendo a alegria dos pilotos e de quem assiste, que já estava ficando com sono na monotonia da prova. Massa passou Ricciardo e foi pra cima de Ericsson. Felipe Nasr abandonou por problemas de aderência no carro. E vence Lewis Hamilton! Igualando o recorde de vitórias de Ayrton Senna na Fórmula 1, com 41 vitórias! Rosberg ficou em segundo, Vettel terceiro, quarto Raikkonen, quinto Bottas, sexto Hulkenberg, sétimo Grosjean, oitavo Maldonado, nono Verstappen e décimo Sainz. Corrida bem parada no Japão, com brigas apenas no meio do grid e valendo pouca coisa. Hamilton segue mais líder ainda e Rosberg conseguiu abrir agora 11 pontos para Vettel.




A Fórmula 1 volta daqui a duas semanas em Sochi, na Rússia. Vote no Nerd Esporte no prêmio Top Blog 2015. Na edição 2013/2014 ficamos entre os 100 melhores blogs de esporte do Brasil. Portanto, pedimos a sua ajuda para conseguirmos um bom resultado.

Não deixe de comentar e compartilhar este e outros posts do Nerd Esporte. Isso nos ajuda muito e faz do blog cada vez melhor.

Até mais!

UFC Fight Night 75- Veja como foi


Salve Salve Nerds!
Depois de muito, muito tempo eu, Arthur, volto para falar do evento deste último sábado, no qual o UFC desembarcou na lendária Saitama Super Arena, antiga casa do PRIDE, com a luta do veterano Josh Barnett enfrentando o roliço Roy Nelson no main event.



Josh Barnett venceu Roy Nelson por decisão unânime

Roy Nelson chegou no começo da luta com uma tática diferente, derrubou Barnett, duas vezes, isso foi a chave para que ele ganhasse o primeiro round. Nos rounds em diante Barnett mirou na roliça barriga do adversário, aplicou inúmeros golpes, Nelson surpreendeu com um chute alto, mas não evitou a derrota do segundo round, em vários momentos Barnett atacava com sequências longas, com grande vantagem no número de golpes aplicados.
No quarto round, após uma cena lamentável de Nelson morto no corner ele voltou e derrubou Josh, isso significa que aquela posição se manterá até o juiz interromper, pois ninguém consegue sair de baixo do tiozinho. Apesar de ter sido botado para baixo Barnett aplicou mais golpes.
No último round os dois já estavam se arrastando no octógono, o clinch se apoiando na parede era a posição preferida,no meio do round Nelson colocou o adversário para baixo, mas por pouco tempo. O fim foi tão lamentável que Nelson se escorou na grade e pedia para o adversário ir para a grade.
Dois juízes deram 3 rounds a 2 Barnett e o outro deu todos os rounds igualmente para Barnett.
Nelson é um cara que tem um físico terrível, não é nem de longe um atleta, mas é um cara que eu vejo lutar, infelizmente existe um tempo onde ele é consumido. Este tempo é agora, Roy não consegue lutar mais de 1 round, se arrasta no octógono, então por favor, se aposente, você tem uma vida, não vale ficar tomando tanta porrada para nada. Barnett já é um veterano, não vejo um futuro muito otimista, mas é sempre legal vê-lo lutar.

Uriah Hall venceu Gegard Mousasi por TKO aos 25s do R2


Com poucos segundos de luta Uriah Hall já foi derrubado, isso foi o início de um atropelo no primeiro round, com uma boa movimentação de solo Mousasi intercalava as transições entre a guarda e ataque, com uma grande vantagem, se não fosse por um momento com uma chave de braço o round seria 10-8 na minha opinião.
No segundo round Uriah Hall começou com tudo, logo no começo aplicou um chute rodado, que foi seguido de uma joelhada, abalando Mousasi e finalizando a luta com vários socos.
Particularmente não gosto do Uriah Hall, ele pode entrar na luta como um monstro ou pode entrar como um lutador comum, além de falar que brasileiros são todos trapaceiros. O pior, gosto muito do Gegard Mousasi, o lutador mais impávido desde Fedor Emelianemko.

Kyoji Horiguchi venceu Chico Camus por decisão unânime


Horiguchi, ex-desafiante ao cinturão dos pesos-mosca mostrou uma característica que é primordial nesta categoria: velocidade.
Com uma ampla vantagem nesse cenário o japonês conseguiu controlar o ímpeto de Camus no primeiro round, com algumas tentativas frustradas de queda, mas aplicando os melhores golpes.
No segundo round Camus parecia mais cansado, enquanto Horiguchi se mantinha tranquilo, aplicando golpes mais variados e com uma visível confiança, que garantiu o rumo da luta, a mão do japonês ia e voltava de maneira muito rápida, o suficiente para tocar no rosto do adversário e voltar para a sua guarda.
Camus se mostrava frustrado, com isso Horiguchi se mantinha no ritmo, sem cansar, aplicando os mesmos golpes e aproveitando a vantagem na preparação física, no fim do round a luta se transformou em um mini passeio, com chutes altos e um bom direto, que balançou o adversário, mas com pouco tempo no cronômetro a luta foi mesmo para decisão dos juízes.

Takeya Mizugaki venceu George Roop por Decisão Unânime

Com uma trocação muito mais técnica que o adversário Mizugaki dominou os lances do primeiro roundo, Roop somente buscou o clinch, quando conseguia o japonês já se desvencilhava e aplicava bons golpes, mesmo com uma maior envergadura o americano tentava lançar golpes, mas se abria e acabava engolindo mais alguns socos.
No segundo e terceiro rounds Roop veio para travar mais a luta, tentando o clinch à todo momento, quando alcançava não desenvolvia, mesmo assim Mizugaki lidava bem na trocação, aplicando os melhores golpes, com mais pressão, além da estabanada distância que o americano tentava. No segundo round Mizugaki venceu, no terceiro o tempo que Roop manteve o adversário na grade foi maior, na minha visão e na dos juízes o americano levou o último round.

Diego Brandão venceu Katsunori Kikuno por TKO aos 28s do R1


O cronômetro explica como foi a luta, Diego lançou um overhand que Kikuno esquivou, no segundo o brasileiro acertou, golpe que derrubou o adversário, depois disso a luta se baseou no ground and pound de Diego, que derrubou, jogou e bateu, até o juiz interromper.
Diego possui um estilo muito agressivo, mas seu gás não chega nem perto dos melhores, além disso a sua “técnica” de apenas usar a força bruta não permite que ele chegue próximo dos tops da categoria, Connor McGregor já provou isso, resta ver se Diego Brandão vai dar uma guinada na carreira ou ficar no mesmo meio de tabela.

Mizuto Hirota e Teruhito Ishihara terminaram em empate


Resultados do Card Preliminar:

Keita Nakamura venceu Li Jingliang por finalização aos 2m17s do R3
Nick Hein venceu Yusuke Kasuya por Decisão Unânime
Kajan Johnson venceu Naoyuki Kotani por Decisão Unânime
Shinsho Anzai venceu Roger Zapata por TKO aos 47s do R3

sábado, 26 de setembro de 2015

Gols da Semana



Salve Salve Nerds!

Foto via The Canadian Press


Sábado, enfim o calor passou e vamos aos golaços dessa semana. Começando nos gols selecionados pela Goal-Best. No cardápio da semana, temos golaço em jogada tabelada, voleio matador na área, voleio de Lewandowski, o cara dos 5 gols em 9 minutos, gol de Pato, gols do meio da rua, o golaço de Dátolo e mais. Confira:



Seguindo a tradição desse post, confira os golaços que rolaram pela Bundesliga, o Campeonato Alemão. Veja no replay:




E veja também os golaços da Ligue 1, o Campeonato Francês, o campeonato de Ibrahimovic:




Pra fechar com chave de ouro, ele está de volta (oooo o FIFA voltoooou, o FIFA voltou ooooo). Sim nerds, com o lançamento do FIFA 16 já temos os primeiros golaços selecionados no novo jogo da EA. Se estiverem sobrando 200 reais, aceitamos um fifinha apenas para fins jornalísticos e de testes. Confira no replay:





Vote no Nerd Esporte no prêmio Top Blog 2015. Na edição 2013/2014 ficamos entre os 100 melhores blogs de esporte do Brasil. Portanto, pedimos novamente sua ajuda para que consigamos um bom resultado.

Não deixe de comentar e compartilhar este e outros posts do Nerd Esporte. Isso nos ajuda muito e faz do blog cada vez melhor.

Até mais!

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Copa do Brasil - Quartas de final



Salve Salve Nerds!



Segundo post do dia e vamos de Copa do Brasil, com os primeiros jogos das quartas de final. No Morumbi, o São Paulo recebeu o embalado Vasco, que não perdia haviam quatro jogos. Porém, nesse jogo o time cruzmaltino estava apático e pouco reagia ao bombardeio de ataques são paulinos. O Vasco dormia em campo e assim o gol tricolor foi questão de tempo. Aos 26 minutos, Alexandre Pato arriscou chute de longe e o goleiro Martin Silva, um pouco adiantado, não alcançou, 1 a 0. Dez minutos depois, Ganso lançou Luís Fabiano, ele dividiu com Martin Silva e a bola sobrou para Pato completar, 2 a 0. 
Na segunda etapa, o Vasco acordou, porém não chegou a marcar. Quem fez foi Luís Fabiano, que subiu mais que a zaga no cruzamento e mandou pro gol. Final 3 a 0 e vaga bem carimbada para o tricolor.

No Orlando Scarpelli, o Figueirense recebeu o Santos. Mesmo fora de seus domínios, o Santos foi melhor em campo e criou as melhores chances de gol. Tanto que teve um gol anulado de Gabriel, o Gabigol, já depois de o bandeirinha ter corrido para o meio de campo e de os jogadores comemorarem o gol. Ao menos o gol foi bem anulado, Gabigol estava adiantado no momento do lançamento feito por Lucas Lima.
No finalzinho do primeiro tempo, Gabigol, de novo ele, teve outro gol anulado, mas dessa vez sem maiores problemas. O gol saiu apenas aos 33 minutos, quando Gabigol sofreu o pênalti, cobrou e converteu. Final 1 a 0 e peixe em vantagem para empatar em casa na volta. 

No Beira-Rio, o Internacional encarou o Palmeiras. O verdão até começou melhor e perdeu um pênalti com Lucas Barrios, defendido pelo goleiro Alisson. Os colorados foram pra cima, porém faltava um atacante para marcar, já que Vitinho e Valdívia eram os mais adiantados do time e não são homens de área. O time da casa seguiu melhor e perdendo boas chances, até que Alex, arriscando de fora da área, chutou e marcou um belo gol, sem chances para Fernando Prass. 
O Inter se acomodou com o resultado e recuou em campo, esperando a partida acabar. O Palmeiras foi pra cima e começou a dar trabalho para Alisson. Até que Rafael Marques, vindo do banco, apareceu na área e cabeceou para empatar. Final 1 a 1 e o Palmeiras joga pelo zero a zero em casa. 

No Maracanã, o Fluminense encarou o Grêmio. No entanto, nesse jogo não saíram gols, ficou no zero a zero, com maior vantagem para os gaúchos, que decidem em casa. 

Os gols da Copa do Brasil você confere abaixo no Gols da Zueira:



Vote no Nerd Esporte no prêmio Top Blog 2015. Na edição 2013/2014 ficamos entre os 100 melhores blogs de esporte do Brasil. Portanto, pedimos a sua ajuda para conseguirmos um bom resultado.

Não deixe de comentar e compartilhar este e outros posts do Nerd Esporte. Isso nos ajuda muito e faz do blog cada vez melhor.

Até mais!

Imagem e Esporte



Salve Salve Nerds!

Voltamos com mais dois posts hoje, o patrão ficou louco ou com mais tempo mesmo. Vamos agora com mais um Imagem e Esporte, esse quadro de posts maravilhoso que sai tabelando. Começamos com o Nottingham Forest, um dos maiores times da Inglaterra e que já contamos um pouco da história AQUI
Um torcedor apaixonado pelo clube resolveu homenagear a geração histórica, campeã duas vezes seguidas da Liga dos Campeões, fazendo bonecos deles e do treinador Brian Clough de Lego. Confira as imagens dos bonecos campeões via Trivela:





O site Botões Clássicos produz botões de futebol de botão dos mais diversos times. Mas, eles tiveram a ideia de fazer botões de bandas de rock, pois segundo o criador eles tem muito a ver com o esporte e concordo com ele. Portanto, abaixo, via Verminosos por Futebol, você confere esses botões incríveis:









Ainda falando de rock, o Roquenrou mudou os escudos de alguns times brasileiros para terem referências ao rock. As mudanças ficaram bem legais, sem alterar a estrutura dos escudos ou desconfigurá-los. Confira, via 90 minutos:






O designer Franco Carbajal resolveu desenhar novas camisetas para algumas seleções de futebol. Os novos desenhos tiveram como referência a cultura de cada país, com as cores e texturas relembrando algo marcante da história, economia ou cultura dessas nações. Confira e se quiser ver todas as camisas clique AQUI:

Camisa com referências as cores do país e se você olhar bem há texturas lembrando o "sol de maio"

Camisa na cor do café colombiano, principal produto do país e dos melhores do mundo

Camisa japonesa homenageando os samurais, como se fosse uma armadura

Texturas de flores típicas da arte russa na camisa da seleção

As famosas listras das roupas escocesas

Camisa referenciando o dia dos mortos, uma das datas mais importantes no México

Vote no Nerd Esporte no prêmio Top Blog 2015. Na edição 2013/2014 ficamos entre os 100 melhores blogs de esporte do Brasil. Portanto, pedimos novamente a sua ajuda para conseguirmos um bom resultado.

Não deixe de comentar e compartilhar este e outros posts do Nerd Esporte. Isso nos ajuda muito e faz do blog cada vez melhor.

Até mais!

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Corridas Inesquecíveis da F1 #2



Salve Salve Nerds!



Segundo post do dia e vamos com a segunda parte das corridas que marcaram eu e o Diego do final da década de 90 para cá. Se você não viu ainda a parte 1, confira AQUI.

Indianápolis 2005

Seguindo, começamos com uma prova bem peculiar e talvez a que começou com menos carros na história da Fórmula 1. Em 2005, Grande Prêmio de Indianápolis, nos Estados Unidos. Expectativa para a corrida, até porque Jarno Trulli, de Toyota, havia feito a pole position. Porém, a Michelin, que era uma das fornecedoras de pneus, desaconselhou todas as equipes que usavam seus pneus a correr, pois eles poderiam estragar e causar acidentes na corrida.
Assim, apenas os seis carros que recebiam pneus da Bridgestone, das equipes Ferrari, Jordan e Minardi correram a prova. Como o esperado, as Ferrari fizeram dobradinha, seguidas pelas Jordan e Minardi. O fato curioso é que Rubens Barrichello quase escapou da pista sozinho e assim por pouco não deixou um segundo lugar histórico para Tiago Monteiro, da Jordan. Foi a única vitória de Schumacher em 2005.
Há várias histórias e teorias da conspiração com essa corrida, que não foi apenas pelos pneus e outras coisas, mas o fato é que ela entrou para a história por começar e terminar com apenas seis carros.




A batidaaa - Spa 98

No primeiro post, falamos já sobre um evento dessa corrida, o GP de Spa-Francorchamps de 1998. Essa foi uma das provas com mais acidentes na história, ou com mais carros batendo. Logo na largada, Mikka Hakkinen era o líder e após passar por uma curva e entrar Eau Rouge, uma curva de altíssima velocidade, que o engavetamento começou. Nada menos que 13 dos 20 carros se envolveram na batida, começada por Coulthard, que escapou e causou a reação em cadeia.
Por causa da batida, houve bandeira vermelha e relargada. Porém, três pilotos não tinham carros reservas e não seguiram, incluindo Rubinho.
Na relargada, Mikka Hakkinen, então líder, acabou batendo em Johnny Herbert e abandonando. Depois, Schumacher se envolveu na batida citada contra Coulthard e mais para o final, Giancarlo Fisichella bateu com o carro fortemente no carro de Shinji Nakano, que vinha lento na pista. Apenas seis pilotos terminaram a prova: Damon Hill, Ralf Schumacher, Jean Alesi, Heinz-Harald Frentzen, Pedro Paulo Diniz e Jarno Trulli.




Curva das batidas - Interlagos 2003

No GP do Brasil de 2003, expectativa grande para uma vitória de Rubens Barrichello em casa, já que o piloto havia feito a pole position. Foi uma prova novamente com muitos acidentes e Safety Car entrando várias vezes. A prova já começou com o carro de segurança devido a chuva, e ele saiu apenas na volta sete, quando Nick Heidfeld e Justin Wilson abandonaram com problemas no motor. Na volta 18, Ralph Firman estourou a suspensão e acabou batendo em Olivier Panis, fazendo os dois abandonarem e trazendo novo Safety Car. Sete voltas depois, Antonio Pizzonia escapou e bateu na curva do sol em Montoya. E duas voltas depois, Michael Schumacher escapou no mesmo lugar de Pizzonia e abandonou também. 
Volta 33 e Jenson Button completou o time de pilotos que bateram na curva do sol. Na volta 45, Rubens Barrichello vinha liderando, mas por uma falha incrível de cálculo da Ferrari, ele ficou sem combustível e teve uma pane seca no carro, para tristeza dos brasileiros. Onze voltas depois, Mark Webber bateu forte o carro na curva do café e logo depois, Fernando Alonso bateu em um dos pneus do carro do australiano e escapou da pista também. A batida foi tão forte que a organização decidiu encerrar a corrida antes da hora com bandeira vermelha. O vencedor foi Giancarlo Fisichella.




Acidente de Schumacher:

No GP do Canadá de 1999, corrida com vários acidentes. O pole position era Michael Schumacher, que liderou metade da prova. A corrida contou com incríveis quatro Safety Cars. Já na primeira volta, Jarno Trulli bateu em Rubinho e Jean Alesi. Na volta três, Ricardo Zonta escapou e bateu no famoso muro dos campeões. Depois, Damon Hill, Villeneuve e Schumacher visitaram o muro e abandonaram. O acidente mais grave foi com Schumacher, que quebrou a perna na batida e precisou ficar mais de metade do ano sem correr para se recuperar, dando o título da temporada para Mikka Hakkinen.

No final, Frentzen se acidentou também e causou o quarto Safety Car da prova. Essa foi a primeira prova a terminar sob Safety Car na história da Fórmula 1, acontecendo novamente apenas em 2009 na Austrália.  





Lembrou de alguma corrida que não falamos aqui? Deixe nos comentários a prova que poderemos fazer quem sabe uma terceira parte do post.

Vote no Nerd Esporte no prêmio Top Blog 2015. Na edição 2013/2014 ficamos entre os 100 melhores blogs de esporte do Brasil. Portanto, pedimos novamente a sua ajuda para conseguirmos um bom resultado.

Não deixe de comentar e compartilhar este e outros posts do Nerd Esporte. Isso nos ajuda muito e faz do blog cada vez melhor.

Até mais!

Hitting the Apex



Salve Salve Nerds!


No primeiro post de hoje, falaremos de um filme sobre seis pilotos da Moto GP, a principal categoria do motociclismo mundial. É "Hitting the Apex", que trás um pouco da trajetória de Valentino Rossi, Dani Pedrosa, Casey Stoner, Jorge Lorenzo, Marco Simoncelli e Marc Marquez. Hittin the Apex é produzido por Brad Pitt e Mark Neale, com narração de Pitt e direção de Neale.

O filme começa falando dos riscos que os pilotos correm, desde crianças, para serem profissionais, e quando profissionais passam próximos de acidentes a cada curva. Alternando a cronologia da Moto GP com fatos dos pilotos é que a história vai começando. Mostrando parentes dos pilotos contando como eles eram mais novos e que desde pequenos queriam ser pilotos. Imagens mostram eles em competições de motocross ou com mini-motos quando crianças.



Valentino Rossi começou no interior da Itália e conquistou seis títulos da Moto GP, além de ter vencido todos os campeonatos das categorias de base, somando nove títulos no total. Na cidade em que nasceu, a cada vitória do piloto o padre da paróquia local toca o sino da igreja para comemorar o feito do ídolo local.



O espanhol Dani Pedrosa venceu três campeonatos seguidos da Moto GP, de 2003 a 2005. É um dos pilotos mais consistentes do grid, bem equilibrado na pista. Outro fato curioso é que Pedrosa tem apenas 1,58 metro de altura, o que lhe exige mais esforço físico ao pilotar e controlar a moto. 



Casey Stoner, australiano, foi um dos fenômenos recentes da Moto GP e que precocemente se aposentou da categoria, com apenas 27 anos de idade em 2012. Stoner, quando decidiu mesmo ser piloto, precisou se mudar com a família toda da Austrália para a Europa, já que as oportunidades no país eram poucas.  Foi um grande rival de Valentino Rossi e foi campeão por duas vezes, em 2007 e 2011. 



Jorge Lorenzo é o mais esquentado dos seis pilotos. Se envolvia em acidentes muitas vezes causados pelos adversários, o que gerava várias discussões e pedidos de punição para os adversários. Venceu as temporadas de 2010 e 2012 e chegou a sofrer graves acidentes, não exatamente causados por outros adversários, que comprometeram sua luta por resultados melhores em alguns campeonatos.



Marco Simoncelli era o piloto carismático do grid e o sucessor de Valentino Rossi entre os pilotos italianos. Com um cabelo, digamos, volumoso e um estilo arrojado, sempre buscava o limite e se envolvia em vários acidentes, alguns com Jorge Lorenzo. Demorou para conseguir o primeiro pódio na Moto GP justamente por se acidentar muito. Infelizmente, em 2011, no GP da Malásia, Simoncelli se envolveu em um acidente e com o impacto da batida acabou vindo a falecer. Com grande comoção do público, até hoje Simoncelli é lembrado nas corridas da categoria.



Marc Marquez é o mais novo dos seis pilotos e logo se tornou um fenômeno. Venceu nas categorias de base, apesar de ser um tanto impulsivo nas ultrapassagens, o que lhe custou um ano a mais nas 500 cilindradas para assim vencer. Estreou na Moto GP em 2013 e já foi o campeão, um talento mais do que precoce, campeão com 20 anos de idade. Nessa temporada, foi ao pódio em 16 das 18 provas e venceu seis. Em 2014, que não é retratado no filme, ganhou novamente e batendo todos os recordes, vencendo 10 provas seguidas e batendo o recorde de pole positions seguidas também. Hoje, com 22 anos, já se tornou um dos grandes da história da Moto GP.

O filme vai misturando as histórias dos pilotos com as histórias das temporadas, com narração muito precisa de Brad Pitt para explicar e juntar os acontecimentos. Há entrevistas de todos esses pilotos, de parentes, de amigos, fãs e envolvidos com a Moto GP.  Uma das grandes lições do filme é que, muito mais do que pilotos, os seis retratados são pessoas normais, que medem os riscos que vão correr na pista para garantirem suas sobrevivências. Portanto, o que é feito na pista deve ser muito bem calculado, pois a cada curva a moto mudou o equilíbrio e uma queda pode ser fatal ou ter graves consequências. 

Você que é fã da categoria ou mesmo das corridas vai gostar bastante. Além das fontes alternativas, achei para vender apenas na Amazon de fora, mas espero que em breve o filme seja disponibilizado em mais lojas.

Veja abaixo o trailer:




Vote no Nerd Esporte no prêmio Top Blog 2015. Na edição 2013/2014 ficamos entre os 100 melhores blogs do Brasil. Portanto, pedimos sua ajuda para conseguirmos um bom resultado novamente.

Não deixe de comentar e compartilhar este e outros posts do Nerd Esporte. Isso nos ajuda muito e faz do blog cada vez melhor.

Até mais!

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Vídeos da Semana



Salve Salve Nerds!



Vamos com os principais vídeos esportivos da semana e haja vídeos amigos. O tão esperado e aguardado FIFA 16 sai hoje, ou já saiu, mas antes a EA Sports lançou outro comercial do jogo, com as presenças ilustres de Pelé, Messi, Aguero e outros destaques do jogo. Até Kobe Bryant aparece. Confira essa mistura de videogame com o futebol real feita no comercial:





Ainda falando em FIFA, a Bundesliga, que é parceira da EA, trouxe uma simulação do jogo com o confronto entre Bayer Leverkusen e Borussia Dortmund. Nele é possível ver mais detalhes do que o mostrado apenas nos gameplays da versão demo, o que já ajuda se você quer decidir entre comprar o jogo ou não.




Fechando o assunto FIFA, a MLS decidiu fazer alguns dos desafios de habilidade do jogo com jogadores reais. Foram chamados Alex Zendejas e Russel Teibert para o desafio e ver qual dos dois é mais habilidoso no FIFA da vida real. Confira, via Goal:





Pela Porsche GT3 Cup Challenge, Pedro Piquet corria na etapa de Goiânia do campeonato. Após completar uma curva, Pedro acabou batendo na lateral de um carro adversário e escapando da pista, e na escapada o carro acabou capotando várias vezes. Veja o acidente impressionante, que ainda bem não causou ferimentos graves no piloto, que teve apenas escoriações pelo corpo.




Neste final de semana, começou a Copa do Mundo de Rúgbi na Inglaterra e País de Gales. Para homenagear a sua seleção e a competição, o italiano Graziano Pellé, do Southampton, comemorou o gol que marcou com um Try, que é a pontuação máxima do Rúgbi. Confira abaixo, via Trivela:




Drogba é um jogador conhecido e que fez história principalmente pelo Chelsea. Mas, você talvez não saiba os outros clubes por onde ele passou ou de onde ele veio. Esse comercial da Turkish Airlines conta um pouco da história do jogador e mostra que ele gosta mesmo de viajar, pois o comercial já está desatualizado em relação a atual moradia dele. Veja via Trivela:





Vote no Nerd Esporte no prêmio Top Blog 2015. Na edição 2013/2014 ficamos entre os 100 melhores blogs de esporte do Brasil. Portanto, pedimos sua ajuda para um bom resultado.


Não deixe de comentar e compartilhar este e outros posts do Nerd Esporte. Isso nos ajuda muito e faz do blog cada vez melhor.

Até mais!

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Após quatro clássicos de domínio santista, Corinthians volta a vencer e mantém distância na liderança



Salve Salve Nerds!

Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians
Hoje temos a estreia da nossa nova integrante do Nerd Esporte. A Thanile estreia com estilo, falando do clássico Corinthians e Santos, que aconteceu ontem pelo Campeonato Brasileiro. Sem mais delongas, o relato da partida: 


Mesmo os mais otimistas corinthianos estavam com um pé atrás. Após as duas derrotas pela Copa do Brasil, não se imaginava um jogo fácil entre Corinthians e Santos. O cenário da rodada anterior também deixava o lado santista bem mais otimista com o clássico.
O famoso "horário da família" tornou o jogo ainda mais  quente. A capital paulista marcou 30º durante a partida, obrigando duas paradas técnicas durante os 90 minutos.

O jogo, que para o Corinthians era a busca pela permanência e tranquilidade na liderança, era para o Santos a continuidade de uma semana que foi marcada pela goleada sobre o vice-líder e a busca pela aproximação ao G4. Quente, pegado, porém dominado pela equipe corinthiana.

Noventa minutos de Corinthians atacando, marcando pressão e deixando o meio campo santista "a ver navios". A expressão de Gabriel (Gabigol) ao deixar o campo, mostrava a frustração pela atuação apagada, ainda mais se comparado ao futebol que a equipe mostrou na quarta-feira (16).
O primeiro tempo foi marcado pelos ataques seguidos da equipe corinthiana, que não abriu o placar por conta das boas defesas do goleiro Vanderlei e pelos erros costumeiros do atacante corinthiano Vagner Love. O Santos chegou poucas vezes ao ataque, a marcação dos volantes e laterais não permitia o avanço de Lucas Lima, Gabriel e Ricardo Oliveira, que foram substituídos na segunda metade da partida.

O segundo tempo começou com uma postura mais ofensiva do Santos, mas sem efetividade. As boas defesas que Cássio realizou foram em lances onde o jogo já estava parado por conta de impedimentos. Logo o Corinthians voltou atacar, e em duas oportunidades o lateral Fágner quase abriu o placar, mostrando que o lado direito do campo seria o caminho para o gol corinthiano.

Com a saída de Malcom e entrada do estreante Lucca, o Corinthians ganhou velocidade nos contra ataques. O jogador participou dos dois gols. No lance do pênalti, jogada iniciada por ele e finalização de Vagner Love, que antes de chutar a gol foi derrubado na área. Jádson, que já havia feito uma jogada de efeito no primeiro tempo, bateu e fez, aos 40 minutos do segundo tempo, um a zero Corinthians. O segundo gol saiu logo em sequência, no contra ataque puxado pelo estreante. Passe para Elias, que na linha de fundo, pelo lado direito que já se mostrava frágil, cruzou para Jádson, que com maestria cortou o zagueiro e bateu para o gol. Dois a zero, festa em Itaquera, Corinthians estava a oito pontos do Atlético Mineiro, que só jogaria às 16 horas.

A rodada terminou, o Corinthians manteve os cinco pontos iniciais de distância da equipe mineira, que venceu o Flamengo por quatro a um. Agora a equipe liderada por Tite está um passo mais perto da taça, passo este que todos tentarão atrapalhar. A 28ª rodada promete!


Vote no Nerd Esporte no prêmio Top Blog 2015. Na edição 2013/2014 ficamos entre os 100 melhores blogs de esporte do Brasil. Portanto, pedimos a sua ajuda para que consigamos um  bom resultado.

Não deixe de comentar e compartilhar este e outros posts do Nerd Esporte. Isso nos ajuda muito e faz do blog cada vez melhor.


Até mais!

Combo de Final de Semana



Salve Salve Nerds!

Está no ar mais um....... Combo de Final de Semana!!! (aeeeee ou aaaaahh)


Iniciamos os trabalhos falando de Tênis. Pela repescagem da Copa Davis, o Brasil encarou a Croácia. O confronto já estava 2 a 1 para os croatas quando Thomaz Bellucci encarou a revelação croata Borna Coric. Nos confrontos anteriores, Bellucci havia vencido Mate Delic, o mesmo Coric venceu João Souza e a dupla Ivan Dodig e Frank Skugor passou por Marcelo Melo e Bruno Soares. Nessa partida decisiva entre Bellucci e Coric, o croata era superior e vencia por 2 sets a 1, parciais de 6/2, 4/6 e 7/6. No quarto set, Bellucci reclamou de dores nas costas por conta de uma lesão e abandonou quando perdia por 4/0. Assim, a Croácia se mantém na Copa Davis enquanto o Brasil disputará o Zonal Americano da Davis para tentar se classificar novamente para a competição. 
Na decisão da Copa Davis, a Grã-Bretanha passou pela Austrália e enfrentará a Bélgica, que eliminou a Argentina na semifinal. Mais informações AQUI.

Foto: Efe

Seguimos para falar de Fórmula 1, com o GP noturno de Cingapura. Largando na ponta e contando com as Mercedes em um final de semana ruim, Sebastian Vettel teve poucos problemas para vencer a corrida e encostar de vez em Nico Rosberg no campeonato. Está a apenas oito pontos do alemão e a 49 de Lewis Hamilton. Seguido por Vettel ficou Ricciardo e em terceiro o animado Raikkonen. A corrida contou com dois Safety Cars e um invasor de pista solitário. Os brasileiros foram adversos. Felipe Massa teve problemas no câmbio e abandonou. Felipe Nasr deu sorte com os acidentes e terminou em décimo. Confira todos os detalhes desta prova na Colúnia Esportiva.


Imagem via Skysports


Não acompanhamos muito a NFL, pelo menos por enquanto não conseguiremos fazer uma cobertura real dos jogos. Mas, os nossos parceiros do Clube Esporte estão acompanhando todos os jogos e você confere como foi a rodada AQUI.


Seguimos agora com o Campeonato Brasileiro, que teve clássicos, golaços e muita briga pela Libertadores e contra o rebaixamento. 
No sábado, o Palmeiras recebeu o Grêmio e os dois fizeram grande partida no Pacaembu. Vitor Hugo abriu o placar para o verdão de cabeça. Luan, em bobeada da defesa alviverde, recebeu passe de Douglas e empatou. De novo de cabeça, o Palmeiras virou com Barrios, 2 a 1. Rafael Marques aproveitou a chance que teve e na segunda etapa marcou e ampliou o marcador. De pênalti após a bola bater na mão de Amaral, Luan cobrou e diminuiu a vantagem. Final 3 a 2 e Palmeiras de volta ao G-4. 

No Beira-Rio, o Internacional encarou o Figueirense. Com desfalques e jogadores poupados, o Inter teve mais dificuldades, mas abriu o placar com Alex de pênalti. O time caiu de ritmo e na segunda etapa viu Thiago Santana empatar. Resultado ruim para os dois. os colorados que não encostam no G-4 e os catarinenses que estão na zona de rebaixamento.

No Moisés Lucarelli, a Ponte Preta recebeu o Fluminense. Mesmo com a chegada de Eduardo Baptista e a volta de Ronaldinho Gaúcho, o tricolor carioca apenas assistiu ao bom jogo da Ponte Preta. A macaca querida dominou a primeira etapa e abriu o marcador com Borges. O segundo veio com Fernando Bob de pênalti. E o terceiro chegou com Marion, contra, após desvio de Borges. Na segunda etapa, o Fluminense ainda marcou com Gustavo Scarpa, mas não impediu a derrota. Final 3 a 1 e Ponte Preta embalando a terceira vitória seguida. Já o fluzão ainda não venceu no returno e começa a ver a zona de rebaixamento mais próxima. 

No clássico paulista, o Corinthians recebeu o Santos no calor escaldante das 11 horas da manhã. E se o timão jogava mal os clássicos nesse ano, desta vez não houveram muitas chances do Santos marcar. Mesmo assim, nada de gols na primeira etapa. De destaque a expulsão de Werley, que estava no banco santista e foi expulso por reclamação. Na segunda etapa, o Corinthians seguiu melhor e perdia boas chances. Até que Vagner Love foi derrubado na área, o juiz não marcou nada mas o bandeirinha deu o pênalti. Aí, o bandeirinha e o juiz não expulsaram Zeca, que fez o pênalti, e sim David Braz, que não teve nada a ver com o lance, gerando confusão em campo. Na cobrança, Jadson cobrou e marcou. Depois, o mesmo Jadson aproveitou boa jogada do ataque e fez o segundo. Final 2 a 0 e timão mantendo a vantagem para o Atlético Mineiro. 

No outro jogo do horário, o Goiás recebeu o Joinville em um calor de 40 graus no Serra Dourada. E, talvez mais adaptados ao calor, os goianos foram avassaladores. Fred, de bicicleta, fez o primeiro. Erik fez um de pênalti e outro com bola rolando para fechar o caixão do Joinville, que agora é o lanterna do campeonato. 

E o Joinville é o último porque o respeito está voltando. O Vasco recebeu o Sport no Maracanã e venceu de novo. No primeiro tempo, Nenê chutou meio sem jeito, a bola desviou na zaga e entrou no gol. Ainda no primeiro tempo, Élber recebeu lançamento, dominou bonito, tirou o zagueiro e empatou para o Sport. Na segunda etapa, Rafael Vaz subiu mais que a zaga do Sport e fez o gol da virada, o gol que tirou o vascão da lanterna e o colocou a oito pontos de sair da zona de rebaixamento.

No Independência, o Atlético Mineiro recebeu o Flamengo. E no brasileirão, uma rodada é a da caça e outra do caçador. O Atlético Mineiro havia levado 4 a 0 do Santos, mas nesse domingo reverteu o resultado goleando o Flamengo.  A partida começou movimentada, com pênalti de Victor em Marcelo Cirino. Alan Patrick cobrou mal e Victor defendeu. Minutos depois, cruzamento de Luan na área e Marcelo cabeceou contra, 1 a 0 galo. Sem muita demora, o Flamengo correu atrás e Paulinho, em chute desviado na defesa, empatou o jogo. 
Aí apareceu Jemerson. Com um gol ainda na primeira etapa e outro na segunda, em cruzamentos de Dátolo, o zagueiro virou e ampliou o placar para o Atlético. Para fechar com chave de ouro, Dátolo deu um elástico com uma caneta em Pará e logo depois mandou um chute indefensável para o gol de Paulo Victor para marcar um golaço. Final 4 a 1. 

Na Ressacada, o Avaí jogou diante do São Paulo. Embalado pelas duas vitórias seguidas, o time da casa foi melhor que o time paulista. Marquinhos, cobrando falta com categoria, abriu o marcador. Breno, agora volante, estava caído em campo, mas rapidamente levantou, recebeu a bola na entrada da área e marcou o gol de empate do São Paulo. A virada veio com Anderson Lopes, que dominou na entrada da área, insistiu na jogada individual e chutou no canto. Final 2 a 1 Avaí, que sai da zona de rebaixamento. Já o São Paulo saiu do G-4. 

Na Arena Condá, a Chapecoense recebeu o Cruzeiro. Sem vencer a oito jogos, a Chapecoense não conseguiu jogar bem em seus domínios contra o Cruzeiro. Fabiano abriu o placar para os cruzeirenses e Rafael Lima, em um estranho gol contra, ampliou para os mineiros. Final 2 a 1, Cruzeiro respirando mais longe do Z-4 e Chapecoense visitando a zona perigosa. 

No clássico Atletiba, o Coritiba recebeu o rival Atlético no Couto Pereira. E pouco se viu do furacão em campo. A única chance clara de gol foi perdida por Walter, que cara a cara com Wilson chutou pra fora e depois pediu para sair com lesão na coxa. Já o Coritiba jogou bem e abriu o marcador com Henrique Almeida. Depois, lançamento de Lúcio Flávio para Negueba, que mandou forte chute e sem chances para Weverton. Final 2 a 0 Coritiba, que escapa da zona de rebaixamento nessa rodada. 

Confira os gols da rodada abaixo, no Gols da Zueira:




Vote no Nerd Esporte no prêmio Top Blog 2015. Na edição 2013/2014 ficamos entre os 100 melhores blogs de esporte do Brasil. Portanto, pedimos novamente sua ajuda para conseguirmos um bom resultado novamente.

Não deixe de comentar e compartilhar este e outros posts do Nerd Esporte. Isso nos ajuda muito e faz do blog cada vez melhor.

Até mais!

domingo, 20 de setembro de 2015

Colúnia Esportiva 65 - Quebrando Hegemonias



Salve Salve Nerds!



Fórmula 1 de volta e com a prova noturna de Cingapura, no calor e alta umidade que mesmo à noite desgastam os pilotos e carros. Nos treinos livres, as Mercedes não foram bem e viram Ferrari e Red Bull ficarem na frente. Na qualificação, foi o mesmo, com revezamento entre Vettel, Raikkonen, Ricciardo e Kvyat. No Q1, ficaram de fora Felipe Nasr, Ericsson, Maldonado, Stevens e Alexander Rossi, que estreou pela Manor e ficou seis segundos mais lento que o líder. 

No Q2, briga acirrada para ver quem ficaria de fora, mas Carlos Sainz acabou adiantando esse final. O espanhol acabou escapando e batendo no muro, causando bandeira amarela e final de qualificação já que os pilotos tiveram que reduzir a velocidade e era a última volta. Além de Sainz, ficaram fora Hulkenberg, Alonso, Perez e Button. No Q3, briga direta entre Ferrari e Red Bull pela ponta, com a Mercedes correndo por fora. Sebastian Vettel fez a pole position com um tempo avassalador. Em segundo ficou Daniel Ricciardo, terceiro Kimi Raikkonen, quarto Daniil Kvyat, quinto Lewis Hamilton, sexto Nico Rosberg, sétimo Valteri Bottas, oitavo Max Verstappen, nono Felipe Massa e décimo Romain Grosjean.

Assim, primeira pole que não seja da Mercedes no ano. Ferrari não fazia uma desde 2012. Lewis Hamilton poderia ter igualado o recorde de oito pole positions seguidas e a Mercedes de 24 pole positions seguidas, mas os carros não foram bem na qualificação.

Fora da pista, fica o nosso lamento com a Globo, pelo descaso com o torcedor que viu apenas 3 minutos da classificação no final dela. 

Foto via LAT Photographic

Na largada, Vettel manteve a ponta, Ricciardo segundo, Raikkonen terceiro, Kvyat quarto e Hamilton quinto. Muitas brigas do quinto para trás, com Bottas indo pra cima de todos e as Force India brigando entre si. Verstappen teve problemas com o carro e nem conseguiu largar, ficou parado na pista. Massa era o oitavo e Nasr o décimo quarto. Nada de brigas no grid e Vettel já abria três segundos sobre Ricciardo.

Corrida bem parada no momento, sem brigas por posição no grid. Vettel diminuiu o ritmo e Ricciardo começou a andar no mesmo tempo que o alemão, porém estava a cinco segundos dele. Na volta 8, já começou a reza pela vinda do Safety Car, que já apareceu 10 vezes em sete corridas em Cingapura. Top 5, recordando, com Vettel, Ricciardo, Raikkonen, Kvyat e Hamilton. Grosjean foi o primeiro a ir aos pits na volta 10. Colocou pneu macio, o mais duro do final de semana.

E Alonso, na volta seguinte, já chamou metade do grid para os boxes, a maioria na parte de trás do grid. Perda de tempo no pit stop em torno de mais de 30 segundos e pneus sofrendo bastante desgaste devido ao calor. Ricciardo tirando a diferença para Vettel, chegou a ser 5.3 segundos e era na volta 12 de 4.1 segundos. Kvyat foi o primeiro ponteiro a parar, sem problemas. Massa também foi e mudou, colocando pneus supermacios. Na volta, bateu em Hulkenberg e mandou um chega pra lá. Safety Car virtual para a retirada do carro do alemão. Massa seguiu a linha dele e Hulkenberg atravessou, aparentemente culpa do alemão pela batida, o brasileiro não tinha muito espaço para fugir do acidente.




Com o Safety Car virtual as diferenças de tempo pouco mudaram, ou seja, na relargada não haverão tantas brigas assim. Depois das paradas, Felipe Nasr pulou para nono lugar, enquanto Felipe Massa era o décimo quarto. Muito furada esse Safety Car virtual, demorando mais que o real e depois ainda entra o real pra relargada. Top 5 na volta 17 com Vettel, Ricciardo, Raikkonen, Hamilton e Rosberg.

Relargada e posições mantidas, mas logicamente carros mais próximos. Vettel rendia menos que Ricciardo, portanto poderia haver briga pela liderança. Sainz teve problemas de potência no carro e caiu para último. Nasr segurando a pressão de Grosjean pelo nono lugar. Os três líderes vinham com pneus supermacios, enquanto o pelotão atrás vinha de macios. Ricciardo já estava a menos de um segundo de Vettel e Raikkonen encostava no australiano da Red Bull. Líderes poupando equipamento com medo da Mercedes, que poderá brigar pela vitória na próxima parada, já que virá com pneus supermacios e eles terão que usar pneus macios.

Pistas novas sem pontos de ultrapassagem, tudo maravilhoso fora mas falta chances de ultrapassagem na pista, que é o que importa mais. Hamilton com problemas foi ficando mais lento e sendo passado por todos. Espaço para Rosberg encostar na briga pelo campeonato. Hamilton com problemas também foi bom para o pessoal a frente, que teria apenas Rosberg para se preocupar com a estratégia diferente usada nos pneus. Felipe Nasr aproveitou o problema de Hamilton, o passou e assumiu o oitavo posto. Volta 29 e Vettel voltou a acelerar, passando a abrir 3.5 segundos para Ricciardo.




Massa foi aos boxes para resolver problemas de câmbio do carro, fez um drive through e saiu lento dos boxes, sendo forçado a abandonar. Sainz foi para cima de Ericsson pela décima quarta posição. Kvyat fez novo pit stop e teve problemas para fixar o pneu traseiro direito. Alonso também abandonou com problemas de potência no carro. Que loucura, um cara invadiu a pista em Cingapura, caminhou um pouco e depois saiu. Com a entrada do homem na pista, vários pilotos foram para os boxes para trocar pneus.




Safety Car bem longo com a entrada do maluco na pista e o reajuste de posições dos carros no grid. Relargada e várias brigas no meio do grid com as Manor atrapalhando um pouco a galera. verstappen, na vontade, passou Nasr. Button e Maldonado bateram, voando pedaços de carro. Até parece que os carros aprenderam a ultrapassar, várias brigas. Button precisou ir aos boxes trocar a asa do carro. Bela briga entre Verstappen e Maldonado. E Verstappen fez a melhor volta da prova, sete décimos de segundo mais rápido que Vettel. Briga pelo décimo lugar entre Malonado, Nasr e Ericsson pela décima primeira posição. Logo a frente, Grosjean, Verstappen e Sainz brigavam pelo oitavo lugar.

Na habilidade, Verstappen passou bonito Grosjean. Sainz foi pra cima também e passou. Verstappen que chegou a estar uma volta atrás de todos ao não conseguir largar e no momento era o oitavo. Volta 45 e top 5 com Vettel, Ricciardo, Raikonnen, Roserg e Bottas. Verstappen, inspirado, foi pra cima de Perez pela sétima posição. Button também com problemas, chamado para os boxes e abandonando. Todos os abandonos por problemas foram com a caixa de câmbio.

Voando, Nasr passou Maldonado pela décima primeira posição. Sem rendimento, Maldonado também perdeu posição para Ericsson.As duas Toro Rosso encostaram em Perez na luta pelo sétimo posto. Nasr chegou em Grosjean, brigando pelo ponto de honra na corrida. Na pressão, Nasr forçou erro de Grosjean e conseguiu a ultrapassagem para conseguir a décima posição. E Verstappen seguiu tentando passar Perez.

E vence Sebastian Vettel! Grande vitória do alemão! Vitória de número 42 do alemão, superando Senna! Belo trabalho da Ferrari, que volta a vencer na temporada. Em segundo ficou Ricciardo, terceiro Raikkonen, quarto Rosberg, quinto Bottas, sexto Kvyat, sétimo Perez, oitavo Verstappen, nono Sainz e décimo Nasr em boa prova do brasileiro.


Foto via Sky Sports

No campeoanto, diferença de Hamilton para Rosberg caindo para 41 pontos, enquanto Vettel encosta em Rosberg, apenas oito pontos atrás. A Fórmula 1 volta semana que vem em Suzuka para o GP do Japão.

Vote no Nerd Esporte no prêmio Top Blog 2015. Na edição 2013/2014 ficamos entre os 100 melhores blogs de esporte do Brasil. Portanto, pedimos a sua ajuda para conseguirmos um bom resultado.

Não deixe de comentar e compartilhar este e outros posts do Nerd Esporte. Isso nos ajuda muito e faz do blog cada vez melhor.

Até mais!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...